Terça-feira, 21 Fevereiro 2017  10:35:00

Félix faz balanço positivo dos seis meses como presidente da Câmara de Itirapina

  • Escrito por  Marco Rogério
Félix ficou feliz com o extenso trabalho realizado em apenas seis meses Félix ficou feliz com o extenso trabalho realizado em apenas seis meses (Foto: Divulgação)

Pouco tempo, grande produtividade. Assim podemos resumir a atuação do vereador Félix Henrique de Oliveira (PR) como presidente do Poder Legislativo de Itirapina durante apenas um semestre, o segundo de 2016.  

Neste curto espaço de tempo, ele conseguiu proezas, como a reformulação do Regimento Interno e da Lei Orgânica, a finalização de um processo de licitação para a transmissão das sessões no rádio e reforma do prédio da Câmara. 

"Conseguimos concluir o trabalho de reformulação do Regimento Interno e da Lei Orgânica Municipal. No caso da conclusão da licitação para transmitir as sessões pelo rádio, a Câmara terá uma economia de mais de R$ 25 mil por ano", analisa o ex-vereador. 

Outra iniciativa do parlamentar foi providenciar a reforma do prédio da Câmara. "Com a chuva e granizo que ocorreu em junho desse ano, as telhas de fibrocimento foram danificadas. Nós economizamos o dinheiro e fizemos a licitação para trocar parte do telhado, assim como também realizar uma pintura interna e externa da Câmara, já que esse prédio possui seis anos desde sua construção".

POLÍTICA - Apesar de encerrar o mandato como vereador, já que nas eleições deste ano Félix concorreu ao cargo de prefeito, ele salienta que não deixará a política. "Fui nomeado pelo presidente estadual do PR como Coordenador Adjunto da região de Limeira. Com isso minhas atividades políticas serão desenvolvidas aqui e nas cidades da região. Não estou parando de trabalhar na política, irei apenas descansar um pouco de mandatos eletivos. Nas próximas eleições , se Deus quiser, quero ser candidato a prefeito novamente".

Questionado se ele poderia atender algum possível convite para ser secretário municipal, Félix descartou. "Já deixo claro que não me interessa porque trabalho na penitenciária e logo irei me aposentar. Mas também não vejo motivos para esse convite porque eu e o atual prefeito somos oposição".

SERVIDORES - Sobre sua atuação parlamentar, Félix destaca que um Projeto de Lei da bancada do Partido da República composta por ele e pelos vereadores Geni Porcel, Leoni Couto e Fábio Piloto aprovado recentemente é uma grande conquista para os servidores municipais. "Se eu ganhasse a eleição para prefeito, esta era uma de minhas propostas de Governo. Como não venci, resolvi fazer o projeto que foi submetido e aprovado na Câmara e sancionado pelo atual prefeito. Com isso,  todo servidor público municipal tem direito a seis faltas abonadas ao ano".

Segundo a lei, o abono pode ser justificado por doença ou por qualquer outro motivo relevante. "O servidor terá que ter autorização de seu superior imediato e, além disso, não pode ser registrado mais de um abono por mês. Se estiver de acordo com as exigências da lei, o servidor não perderá seus benefícios".

 

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Whatsapp
Bras Madeiras
Bogas
Atlântica
Pantanal Gás

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.