Domingo, 23 Julho 2017  21:49:31

Ângelo Assumpção surpreende e é ouro em SP; Rebeca fatura prata

  • Escrito por  Estadão Conteúdo
Ângelo Assumpção surpreende e é ouro em SP; Rebeca fatura prata (Foto:Paulo Pinto/Fotos Públicas)

Dois dos principais nomes da nova geração da ginástica artística Ângelo Assumpção e Rebeca Andrade brilharam nas primeiras finais da etapa de São Paulo da Copa do Mundo, no ginásio do Ibirapuera. Ele surpreendeu e faturou o ouro no salto com nota que o deixaria na briga por medalha no Campeonato Mundial do ano passado. Ela falhou no segundo salto, depois de um ótimo desempenho na primeira apresentação, e terminou com a prata. Diego Hypolito ainda ganhou o bronze entre os homens.

Ângelo é o equivalente masculino de Rebeca Andrade. Se entre as mulheres uma atleta só pode competir entre as adultas a partir do ano em que completa 16 anos, no masculino isso ocorre aos 18. Aniversariante em junho, chegou à seleção já no ano passado, aos 17. Agora, mostrou por que é a grande revelação brasileira entre os homens.

O atleta foi o último a se apresentar na final do salto. Sempre sorridente, parecia não sentir a pressão, que recaía toda sobre Diego Hypolito. Apesar das dores nas costas que quase o tiraram da final, o veterano de 28 anos abriu a final com séries difíceis, errou na aterrissagem, mas ficou com boa média 14.837.

Principal rival, o chileno Tomás González caiu de cara no chão. Com uma série mais simples, o alemão Mathias Fahrig foi perfeito. Cravou as duas apresentações e assumiu o primeiro lugar, com 14.850.

Faltava Ângelo, especialista no salto e no solo e, por isso, concorrente direto de Diego Hypolito por uma vaga na equipe masculina que vai ao Mundial de Glasgow (Escócia), em outubro. O primeiro salto, de 15.050, impressionou.

A torcida, para quem o brasileiro era quase um desconhecido, parecia apoiar sem acreditar muito. Quando Ângelo cravou a segunda apresentação, o público foi ao delírio. Notou que valia medalha. E de ouro. Com 15.000 no segundo salto e 15.025 de média, o topo do pódio era brasileiro. Diego terminou com o bronze.

MENINAS - Em sua segunda competição como "adulta" depois de estrear na etapa de Doha (Catar), Receba chegou à final do salto com a melhor nota da fase de classificação e o posto de favorita. Última a se apresentar, começou bem, com nota 15.075. No segundo salto, entretanto, não conseguiu repetir a qualidade técnica. Falhou na execução e recebeu nota 14.325.

Com média 14.700, acabou atrás da chinesa Yalan Deng (14.962). O bronze foi para Franchesca Santi, do Chile. Mais velha da seleção feminina que compete em São Paulo, Letícia Costa terminou em quarto, com 14.150.

 

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Anacã
Held Turismo

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.