Segunda-feira, 15 Outubro 2018  13:46:58

Bolsonaro vai a 47,1% contra 38,1% de Haddad em eventual 2º turno

  • Escrito por  Redação Reuters

 O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, teria 47,1 por cento de apoio dos eleitores em um eventual segundo turno da disputa pelo Palácio do Planalto contra Fernando Haddad, do PT, que ficaria com 38,1 por cento dos votos totais, de acordo com pesquisa do instituto Paraná Pesquisas divulgada nesta sexta-feira.

No levantamento anterior do Paraná Pesquisas, do final de setembro, Bolsonaro tinha vantagem numérica de 44,3 a 39,4 por cento sobre Haddad em um eventual segundo turno entre ambos, que lideram todas as pesquisas de intenção de voto para o primeiro turno de domingo, com Bolsonaro em primeiro e Haddad em segundo.

Já em um eventual segundo turno entre Bolsonaro e Ciro Gomes (PDT), que aparece numericamente em terceiro nos levantamentos do primeiro turno, o candidato do PSL tem vantagem numérica de 44,2 a 42,5 por cento. Na semana passada, Ciro tinha vantagem numérica sobre Bolsonaro de 43,2 a 41,6 por cento.

Para o primeiro turno, Bolsonaro ampliou sua vantagem na liderança ao atingir 34,9 por cento de apoio contra 21,8 por cento de Haddad, de acordo com os números desta sexta-feira do Paraná Pesquisas. Na pesquisa passada, o candidato do PSL tinha 31,2 por cento e o petista aparecia com 20,2 por cento.

O candidato do PDT, Ciro Gomes, apareceu numericamente em terceiro com 9,4 por cento, à frente de Geraldo Alckmin (PSDB), com 7,4 por cento. Marina Silva (Rede) registrou 3,5 por cento, e João Amoêdo apareceu com 3,1 por cento.

Na semana passada, Ciro tinha 10,1 por cento, Alckmin aparecia com 7,6 por cento, Marina tinha 4,3 e Amoêdo registrava 3,8. Aqueles que disseram não saber em quem votar ou que não vão votar em nenhum dos candidatos foram 14,7 por cento neste levantamento, ante 18,2 por cento na pesquisa anterior.

O levantamento do instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.080 eleitores em 172 municípios em 26 Estados e no Distrito Federal, entre os dias 2 e 4 de outubro. A margem de erro do levantamento é estimada em aproximadamente 2,0 por cento para os resultados gerais, segundo o instituto.

DataPoder360: Jair Bolsonaro manteve a liderança das intenções de voto na disputa pelo Palácio do Planalto e chegou a 30 por cento de apoio, enquanto o segundo colocado, Fernando Haddad (PT), tem 25 por cento e Ciro Gomes (PDT) aparece em terceiro com 15 por cento, de acordo com pesquisa DataPoder360 divulgada nesta sexta-feira.

Montagem de fotos do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, e do candidato do PT, Fernando Haddad durante debate em São Paulo 26/09/2018 REUTERS/Paulo Whitaker/Nacho Doce

No levantamento anterior do DataPoder360, realizado nos dias 19 e 20 de setembro, Bolsonaro tinha 26 por cento de apoio, enquanto Haddad tinha 22 por cento e Ciro aparecia com 14 por cento.

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, tem 7 por cento das intenções de voto no levantamento divulgado nesta quinta-feira, ante 6 por cento na pesquisa anterior; à frente de Alvaro Dias (Podemos), com 4 por cento ante 3 por cento na anterior; e de Cabo Daciolo (Patriotas), com 3 por cento ante 1 por cento no levantamento passado.

A pesquisa DataPoder360 entrevistou 4.000 pessoas, por telefone, em 375 cidades em todas as unidades da Federação, no dias 3 e 4 de outubro. A margem de erro do levantamento é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Em caso de segundo turno, Bolsonaro tem vantagem numérica sobre Haddad de 45 a 42 por cento, segundo o levantamento, o que significa um empate técnico dentro da margem de erro da pesquisa.

Bolsonaro perderia para Ciro por 46 a 41 por cento, de acordo com o levantamento, em outro cenário possível de segundo turno.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.