Sábado, 18 Novembro 2017  00:56:20

Escola Estadual de Itirapina ganha nova cozinha

Autoridades estiveram presentes na entrega da nova cozinha da Escola Toledo Autoridades estiveram presentes na entrega da nova cozinha da Escola Toledo (Foto:Ricardo Gama)

Na manhã desta sexta-feira (11), o presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), João Cury Neto, esteve em Itirapina onde entregar a nova cozinha da Escola Estadual “Professor Joaquim de Toledo Camargo”.

Na ocasião, estiveram presentes o prefeito José Maria Cândido (PMDB), o deputado federal Lobbe Neto (PSDB-SP), a dirigente regional de ensino Débora Gonzalez Costa Blanco, a diretora da Escola Toledo Ângela Beatriz Góes Dürr, entre outras. 

De acordo com Cury, o FDE faz o possível para atender todas as demandas, porém os recursos acabam por serem poucos. “Há infinitas demandas para recursos finitos, então temos que trabalhar com prioridade, se esta escola recebeu estas melhorias é porque realmente houve um esforço da diretora local, da diretora regional, do prefeito, do deputado Lobbe Neto e da comunidade escolar, para sensibilizar o governador", enfatizou o presidente da Fundação. 

O prefeito agradeceu o apoio o presidente do FDE por colaborar com Itirapina e também a Lobbe Neto por sempre atender aos pedidos do Poder Executivo.  “Gostaria de agradecer o incansável apoio e o carinho que o Lobbe Neto tem pela cidade e para com a escola, inclusive a cobertura da quadra poliesportiva da escola foi alcançada com o apoio do deputado e agradecer o empenho de todos”, disse Zé Maria. 

O investimento na reforma do refeitório foi de R$ 125.082,84 com verba do Governo do Estado de São Paulo, por meio do FDE. 

A diretora da escola descreveu o novo refeitório como “muito mais amplo e aconchegante” e contou que as obras iniciaram no dia 20 de fevereiro. “A nossa antiga cozinha foi utilizada para ampliar o refeitório. E para que as refeições pudessem ser produzidas na escola, uma nova cozinha foi construída onde era uma sala de aula”, destacou Ângela.

As obras terminaram no último dia 27 de julho e a diretora comentou que nos primeiros dias de aula deste segundo semestre já foi possível notar a satisfação dos alunos. “Desde 1970, quando a escola foi construída, existia somente um refeitório improvisado. Já foram feitas várias reformas, mas nenhuma como esta, ampliando o espaço dessa forma para o aluno fazer as suas refeições”, comentou Ângela.

Agora todas as refeições são preparadas na nova cozinha da própria escola, seguindo um cardápio nutricional elaborado pela Prefeitura. “É uma conquista muito importante para nós já que 70% do alunos, em cada período, manhã, tarde e noite”, utilizam o refeitório”, finalizou a diretora.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Atlântica
Anacã

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.