Quinta-feira, 19 Abril 2018  17:58:14

Zé Maria propõe aumento de 10% no cartão alimentação dos servidores

  • Escrito por  DA REDAÇÃO

O prefeito de Itirapina, José Maria Cândido (MDB), enviou para Câmara Municipal o Projeto de Lei 009/2018 onde propõe um reajuste de 10% no valor do cartão alimentação dos servidores da Prefeitura.

De acordo com o Projeto de Lei, a medida segue uma orientação da Justiça do Trabalho, pois em 2017, o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, com sede em Campinas, decidiu que o munícipio de Itirapina deve reajustar o cartão dos servidores públicos municipais em 4,57%. “Em síntese, esse Projeto de Lei tem como objetivo reajustar os valores do cartão alimentação dos servidores em geral com base no índice estabelecido pela Justiça do Trabalho de 4,57% e de 2,95% do ano de 2017, referente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)”, explicou o prefeito.

Com o Projeto de Lei, o cartão alimentação se manterá diferenciado em três categorias sendo que quem recebe até um salário mínimo e meio o valor passará de R$ 340 para R$ 375, com reajuste de 10,29%. Já quem tem os vencimentos acima de um salário mínimo e meio, passará de R$ 290 para R$ 320, 10,34% de aumento. Por fim, quem recebe acima de três salários mínimos, até o limite de seis, o aumento será de R$ 25 (10,64%), sendo de R$ 235 para R$ 260. “Na aplicação dos dois índices acumulados, o percentual é de 7,6%, no entanto, os cartões foram reajustados em 10,29%, 10,34% e 10,64%, visando deixar os valores arredondados e cheios, mais práticos em favor dos servidores municipais”, comentou o prefeito.

Zé Maria destaca que esse aumento no cartão alimentação irá valorizar os servidores municipais. “Mesmo com todas as dificuldades e dívidas herdadas que já são de conhecimento de toda a sociedade local, nós da atual administração estamos buscando de todas as formas valorizar e recompensar o trabalho árduo dos servidores compromissados com a população e que cumprem com responsabilidades suas funções e obrigações”, enfatizou Zé Maria.

 O Projeto de Lei foi enviado para Câmara Municipal e agora passará pela apreciação dos vereadores e, caso aprovado, se a lei entrará em vigor a partir da sua publicação.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Bogas

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.