Segunda-feira, 15 Outubro 2018  21:49:16

Prefeitura lança campanha para combate ao abuso e exploração infantojuvenil

  • Escrito por  DA REDAÇÃO

Dois casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes são registrados por semana, em São Carlos. Entre janeiro e maio, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) recebeu 30 encaminhamentos. No entanto, o número pode ser bem maior, já que muitos casos não são denunciados. Para sensibilizar a população para o enfrentamento do problema, a Secretaria de Cidadania e Assistência Social, em parceria com as secretarias de Comunicação, Educação, Esportes e Lazer, Saúde e Infância e Juventude, lança nesta terça-feira (12), às 14h, no auditório do Paço Municipal, a Campanha “Não Pode”.

“Reunimos diversas secretarias para trabalhar com a temática do abuso e a exploração sexual infantojuvenil. Também estamos agregando outros segmentos para que consigamos avançar nas ações de prevenção e cuidado com as nossas crianças e adolescentes. É uma realidade que está em diferentes situações de vida, em diferentes espaços. Vamos construir uma programação em longo prazo para lembrar e abordar o assunto durante o ano todo”, disse Glaziela Solfa, secretária de Cidadania e Assistência Social.

A Campanha, criada pela Secretaria de Comunicação, visa sensibilizar, chamar a atenção da comunidade para o que “não pode”. “Mudar essa realidade é responsabilidade de todos. O abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes são crimes e devem ser denunciados. Quem explora, abusa ou seduz uma criança mal a quer. Nossa campanha alerta sobre os possíveis sinais de violência, além de trabalhar com os canais para denúncia”, afirmou Mateus de Aquino, secretário de Comunicação.

No lançamento da Campanha “Não Pode” serão apresentados dados detalhados dos casos de abuso e exploração sexual infantojuvenil em São Carlos; uma palestra com Rachel Brino, psicóloga, docente da UFSCar e especialista em prevenção de maus-tratos contra crianças e violência intrafamiliar, uma conversa com os profissionais do esporte Everton Ferraz e Jeferson Teixeira, além da abertura da exposição itinerante “Não pode”, composta por desenhos produzidos por crianças e adolescentes durante sessões de atendimentos nos CREAS do município.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.