Colunistas

As glórias que vêm tarde…


… já vêm frias. Por isso é preciso elogiar aquilo que de bom se faz, antes que as coisas saudáveis se percam na maré de lama que parece tomar conta do noticiário. 

Há muita coisa boa acontecendo na educação paulista. Uma Rede complexa e gigantesca, numa era de policrise, pode parecer também contaminada pelo desalento geral. Não é isso o que ocorre. Tenho tido experiências muito gratificantes, que injetam ânimo a todas as pessoas que levam a educação a sério.

Estive na região de Itapeva no final de semana. Vi apresentação do Projeto Guri, sob o comando do educador Emerson, assisti a um coral de libras, a uma apresentação poética em ritmo teatral que evidencia talento, seja de parte da devotada professora, seja de parte dos alunos.

O tema era saudades e Casimiro de Abreu foi objeto de atenção de jovens que ainda se emocionam com o “Ai que saudades que tenho, da aurora da minha vida, da minha infância querida, que os anos não trazem mais”.

Fanfarras ainda entusiasmam o alunado, conforme vi em Lençóis Paulista,  ao inaugurar uma Creche-Escola, ao lado do Prefeito Anderson Prado. Esperamos multiplicar as fanfarras, os teatros, a produção de filmes por youtubers da Rede, as exposições e tudo aquilo que mostre a qualidade e a criatividade do alunado bandeirante.

A todos os que continuam na trincheira, a despeito das dificuldades e das vicissitudes, as glórias presentes, não tardias. As glórias quentes, de quem possui um coração ardente de amor pelo Brasil.  

 

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com