Sábado, 17 Novembro 2018  05:02:49

As marchinhas de carnaval agitam a Vila nery

  • Escrito por  DA REDAÇÃO

“Oh, Abre Alas, que eu quero passar. Oh, Abre Alas, que eu quero passar...”. Está para nascer alguém que não tenha cantado este refrão pelo menos uma vez na vida. A marcha-rancho de Chiquinha Gonzaga, composta em 1899 é considerada a primeira marchinha de carnaval, composta especificamente para um bloco de carnaval, no caso, o Bloco Rosas de Ouro.

 

Desde então, o gênero atravessa gerações, sempre presente no carnaval de rua, tanto nos interiores quanto nas capitais, crianças e avós dançam juntos ao som de clássicos como “Cidade Maravilhosa” e “Pierrô Apaixonado”.

Manter essa tradição viva faz parte do músico popular brasileiro. E esse é o grande objetivo desse grupo de músicos, professores e alunos de uma escola de música em São Carlos. Pelo segundo ano consecutivo, os ensaios de janeiro preparam a turma para atuar em locais públicos da Vila Nery nas semanas que antecedem o carnaval.

“Queremos que as marchinhas se tornem tradição na Vila Nery, contribuindo com a cultura do bairro que possui lindas praças como a Praça do Balão do Bonde e a Praça Brasil. Sempre respeitamos muito a história desse bairro, por isso buscamos envolver ao máximo a população e o comércio como um todo. Todos podem participar, seja cantando, tocando, ou até mesmo mexendo o dedo indicador para cima e pra baixo, o que vale é participar. Nós sabemos que toda tradição começa assim, com um pequeno grupo tocando na rua. Quando menos se espera, constituímos um bloco e o bairro inteiro participa da construção cultural da cidade, todos ganham, e muito!” (Diego Lima, organizador do grupo de marchinhas e proprietário da escola de música)

No último sábado, o grupo se apresentou na Praça do Balão do Bonde, lotando a praça com muita música e uma linda festa. A atração foi tão bem recebida pelo público que os organizadores prepararam uma segunda apresentação, nesta quinta-feira (8), a partir das 19h30 na Praça Brasil.

A participação é livre e gratuita, o evento contará com o apoio de comerciantes locais e ambulantes. Todos estão convidados!

 

Relembrando: Hoje, dia 8 de fevereiro, às 19h30 na Praça Brasil. Participação livre e gratuita.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.