Quarta-feira, 20 Junho 2018  01:24:56

Teatro Municipal recebe Espetáculo Revoredo: Viola Caipira Solo

  • Escrito por  DA REDAÇÃO

O espetáculo Revoredo, busca apresentar músicas dos diversos estilos brasileiros “regionalizadas”, sempre num profícuo crossover com as sofisticadas manifestações da música de concerto. É a partir daí que se pode ouvir peças cheia de malabarismos violisticos do repertório dos diversos Violeiros/Compositores do Brasil; ou o oposto: músicas do sofisticado repertório de Tom Jobim – já exaurido pelas leituras mais midiáticas – em versões intimistas timbristicamente regionalizadas e ”caipiramente” menos bossa e mais nova. Todas as manifestações – populares urbanas ou mesmo de concerto – podem tintimpiar na manhã do revoredo, onde novas dimensões musicais surgirão da mais fecunda fusão de horizontes. É assim que não se distinguirão mais os engenhos dos “eruditos” Camargo Guarnieri e Villa-Lobos dos regionais Zé Côco do Riachão e Pena Branca; dos anônimos do Jequitinhonha aos heterônimos musicais infinitos de Milton Nascimento. Sem esquecer das obras autorais, onde a poliestilística matuta ganha os ares caprichosos da moderna composição brasileira. Este espetáculo conta com a participação do Compositor Fernando Emboaba na elaboração de ambiência sonora e de Ricardo Biro, cineasta e projetista, trabalhando imagens em tempo real.

 

JOSÉ GUSTAVO JULIÃO DE CAMARGO – Natural de Vista Alegre do Alto, o compositor e maestro paulista José Gustavo Julião de Camargo (*1961) iniciou seus estudos musicais em 1978, em Ribeirão Preto, com Mario Nacarato e Cristina Emboaba. Como instrumentista (clarineta e clarone) atuou na Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, Orquestra Jovem de Campinas e no grupo Pipoca Moderna (de 1983 a 1986). Formou-se (1986) em composição e regência pela UNICAMP, onde foi aluno de composição dos professores Almeida Prado, Damiano Cozzella e Raul do Valle; de regência dos professores Benito Juarez e Henrique Gregori, entre outros. Como diretor musical e arranjador do coro cênico “Bossa Nossa” (de 1991 a 2008) desenvolveu intensa atividade no Brasil e no exterior (Itália e Grécia), com espetáculos como Conversa de botequim (1995); bossa@usp.br (1997), 500 e tantas histórias… (2000, 2001, 2002 e 2004) e O boi caipira (2006). Já atuou como professor visitante em diversas escolas de música e conservatórios na Itália (Faenza, Ferrara, Cosenza, Perugia e Campobasso). Participou como compositor convidado dos festivais de Música Nova Klangzeit Musik (2012) e Musik Unser Zeit Brasilien (2014), ambos na cidade de Münster (Alemanha). Trabalha como assistente de direção musical do Festival Música Nova-Gilberto Mendes desde de 2011 e Coordenador brasileiro do festival Fiato Al Brsaile desde 2012 na cidade de Faenza (Itália). É compositor de obras para teatro, música de câmara vocal e instrumental, coral, ópera e sinfônica. Destacam-se ainda a cantata Ode a Zumbi, comandante guerreiro, para coro e orquestra; a ópera Café – em três atos, para coro e orquestra, esta última com libreto de Mário de Andrade, e o Concerto para viola caipira e orquestra. Desde 1988, é orientador de estruturação musical do Departamento de Música da FFCLRP-USP, Campus de Ribeirão Preto. Atua ainda como colaborador no Nap-CIPEM (Núcleo de Pesquisa em Ciências da Performance em Música da FFCLRP-USP), maestro assistente da USP-Filarmônica, maestro titular da Banda Mogiana e como instrumentista (Viola Caipira) apresenta-se como solista e nos grupos: “Brasil Matuto Ensemble”, “Ensemble Matemanuque” e “Nando Araujo Trio”. É produtor e apresentador do programa “ Revoredo, o som da Viola Caipira instrumental” na Rádio USP.

 

SERVIÇOS

 

Concertos USP – Prefeitura Municipal de São Carlos

Espetáculo Revoredo: Viola Caipira Solo com José Gustavo Julião de Camargo

Dia 20 de Junho – 20h30 – Teatro Municipal de São Carlos “Dr. Alderico Vieira Perdigão”

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.