Quinta-feira, 18 Outubro 2018  05:13:58

Internacionalização fortalece setor de serviços, avalia secretário

  • Escrito por  FÁBIO TACONELLI

São Carlos fechou 2017 com um saldo de 285 postos de trabalho. Foram pouco mais de 23,5 mil contratações e 23,2 mil demissões. Os números são referentes ao acumulado do ano. Os destaques, novamente, ficaram para o comércio e o setor de serviços que fecharam, respectivamente, com saldo positivo de 468 e 302 postos de trabalho. Segundo o secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Walcinyr Bragatto, a internacionalização do aeroporto deve fortalecer o setor de serviços.

 

Todavia, a indústria de transformação bateu 2017 com um saldo negativo de 541 postos. Apenas na análise do mês de dezembro, São Carlos contratou 1.463 trabalhadores e demitiu 1.841, um saldo negativo de 378 postos. A indústria fechou com saldo negativo de 189 empregos; serviços saldo negativo de 166 postos. A salvação, mesmo que tímida, ficou para o comércio com saldo positivo de 68 postos.

O secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Walcinyr Bragatto, avaliou os números. Ele classificou 2017 como um ano de estagnação e equilíbrio. “As perdas de emprego foram grandes em 2015 e 2016. O ano passado foi um período de estagnação e equilíbrio”, disse.

Para esse ano, Bragatto prospecta crescimento. “Há a possibilidade de criação de novas estruturas de emprego. Existem centrais de logística querendo investir em São Carlos. A vinda da Serasa Experian também foi muito importante na geração de empregos, assim como empresas de terceirização e comércio buscando informações sobre investimento”, comenta.

Indústria

A indústria contratou, no ano passado, 3.637 trabalhadores, mas demitiu 4.178 – saldo negativo de 541 vagas. Na opinião do secretário Bragatto, a indústria de transformação foi a primeira a sentir os efeitos da crise e será a última a apresentar a retomada no crescimento.

A internacionalização do aeroporto Mário Pereira Lopes, segundo Bragatto, começa a surtir efeitos positivos no setor de serviços. Nos últimos dias, a Casa do Trabalhador abriu processo de contratação de 23 auxiliares de mecânico de manutenção de aeronaves, 14 mecânicos de aeronaves júnior, 9 vagas de mecânico de aeronaves pleno e 3 vagas de mecânico de aeronaves sênior, demanda exclusiva para a Latam. “Acreditamos numa recuperação dos postos de trabalho do meio do ano para frente”, observa Bragatto.

 SOBRE O CAGED

Brasil fechou 20 mil vagas de trabalho

O Brasil fechou 20.832 vagas de trabalho formal em 2017, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho. O número representa redução de 0,05% em relação ao estoque de 2016, quando foram fechadas 1.326.558 vagas. Esse foi o terceiro ano consecutivo de saldo negativo. Em 2015, houve queda de 1.534.989 vagas.

De acordo com os dados, as contratações, no ano passado, totalizaram 14.635.899, e as demissões, 14.656.731. Apenas em dezembro, 328.539 postos de trabalho formal foram fechados – queda de 0,85% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Segundo o levantamento, o comércio liderou a geração de empregos, com saldo positivo de 40.087 novos postos de trabalho. Em 2016 e 2015, houve perda de 197.495 e 212.756 vagas, respectivamente.

A agropecuária encerrou o ano de 2017 com saldo positivo de 37.004 postos. No ano anterior, o resultado foi negativo de 14.193 postos.

O setor de serviços registrou saldo positivo de 36.945 postos, interrompendo tendência de queda observada em 2016 e 2015 (392.574 e 267.927, respectivamente).

Na construção civil, o ano foi encerrado com saldo negativo de 103.968 vagas, ante quedas de 361.874 e 416.689 identificadas em 2016 e 2015.

 

No setor de indústria da transformação, houve redução de 19.900 postos, retração menor que a observada nos dois anos anteriores (324.150, em 2016, e 612.209 em 2015).

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.