Quinta-feira, 19 Abril 2018  12:39:13

Primeiro semestre será desafiador, diz diretor da Tecumseh

  • Escrito por  Fábio Taconelli

Na última terça-feira, 10, a cidade recebeu a notícia da aplicação do lay off pela fabricante de compressores Tecumseh do Brasil. A medida foi adotada, em outras ocasiões, por outras indústrias locais como a Volkswagen do Brasil e Electrolux. O Sindicato dos Metalúrgicos calculou a participação de 450 trabalhadores na interrupção temporária das atividades para a qualificação profissional; a Tecumseh é mais comedida e afirma que entre 330 e 350 trabalhadores participarão do programa. “Temos um primeiro semestre desafiador para a indústria, com os custos elevados de produção no Brasil, cargas tributária e fiscal elevadas e a ausência de uma política cambial clara, que permite oscilações da moeda numa quantidade de vezes bastante expressiva”, enumera o diretor de Recursos Humanos da Tecumseh, Antônio Sasso Garcia Filho. “A questão da taxa de juros, que embora venha caindo, ainda continua alta para a indústria e não é apenas a Tecumseh do Brasil, mas a indústria de transformação no Brasil como um todo, dentro deste cenário, tem grandes dificuldades de produção”, complementou Sasso.

Decolar

O diretor de Recursos Humanos da Tecumseh destacou que a indústria de compressores apresenta ações voltadas à preservação do emprego. “Demos férias a número bastante elevado de funcionários nos três primeiros meses do ano e trabalhamos com a antecipação da produção, mas há um momento que tudo isso torna-se insuficiente”, disse.

Na opinião de Antônio Sasso Garcia Filho, o lay off é um instrumento previsto no ordenamento jurídico. “A Tecumseh aplica pela primeira vez. Os nossos colaboradores estão suspensos, dentro da lei, até que o mercado apresente melhores condições. Esperamos essas melhores condições num prazo de dois meses a dois meses e meio. Neste momento, o trabalhador colabora com a empresa e a empresa colabora com a manutenção do trabalho, ainda que suspenso temporariamente”, explicou Sasso.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Bogas
Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.