Sábado, 22 Setembro 2018  02:53:06

Passagem sobe em Araraquara; São Carlos não reajusta há dois anos

  • Escrito por  DA REDAÇÃO

 Cidades da região têm tarifas mais caras do que as aplicadas pela Suzantur; motoristas em São Carlos recebem o maior piso salarial da região

A vizinha Araraquara autorizou o reajuste de 6,94% na tarifa do transporte coletivo. Hoje os usuários pagam R$ 3,85 na passagem contra os R$ 3,60 anteriormente. A prefeitura de Araraquara alegou que o reajuste anual está previsto no contrato de concessão das linhas, assinado em 2016. Ele é necessário para recompor o equilíbrio financeiro do sistema de transporte público, diante do aumento das despesas envolvendo principalmente o óleo diesel, que sofreu uma variação no aumento do preço na ordem de 22,29%; além do aumento salarial dos operadores na ordem de 3%; e da alta do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 2,68%. Além disso, a CTA (Controladoria de Transportes de Araraquara) investiu em soluções tecnológicas relativas à informação e comunicação aos usuários e ao controle operacional. O novo valor da tarifa entra em vigor na segunda-feira (9).

Para estudantes que pagam meia passagem, o valor passará de R$ 1,80 para R$ 1,92. Na cidade vizinha não existe nenhum outro benefício a ser não dos estudantes e idosos acima de 65 anos.

Cidades com o mesmo porte de São Carlos e Araraquara possuem tarifas mais caras. Em Americana, por exemplo, a tarifa reajustada é cobrada desde janeiro, quando passou de R$ 3,50 para R$4. Em Rio Claro, o reajuste anual ainda não foi anunciado, mas em 2017 houve reajuste, e o preço cobrado é R$ 3,80. Em Sorocaba os usuários pagam R$4,10. Já na cidade de Franca a passagem do transporte coletivo urbano é de R$ 4,10;  em Hortolândia é R$ 4,20.

SÃO CARLOS PASSAGEM MAIS BARATA E SEM REAJUSTE

A passagem dos ônibus urbanos em São Carlos está fixada em R$ 3,50 e  há dois anos não há reajuste, o que leva a um valor muito abaixo do praticado em toda a região e em defasagem diante dos aumentos dos insumos.

Desde que a Suzantur assumiu o transporte não ocorreu nenhum realinhamento de preço, mas no mesmo período ocorreram os aumentos no combustível, pneus, peças, mão-de-obra, entre outros insumos.

Para se ter uma ideia apenas em 2017 o preço do óleo diesel teve uma variação superior a 22%, além disso há também o acordo coletivo que elevou o salários dos trabalhadores do transporte público e também a inflação do período medido pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) que ficou na casa dos 2,68%.

A Suzantur, por meio de Claudinei Brogliato, diretor proprietário da empresa, pediu realinhamento na tarifa. Planilhas demonstrando a grande defasagem dos valores praticadas foram apresentadas ao Secretário de Transporte e Trânsito, prof. Coca Ferraz, há mais de dois meses. A Suzantur aguarda resposta da secretaria. 

SALÁRIOS

Mesmo sem reajuste da tarifa nos últimos dois anos, a Suzantur paga aos seus motoristas e cobradores o maior valor da região.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Urbanos de Araraquara e Região o piso salarial do motorista em São Carlos é de R$ 2.020,00, já o cobrador inicia suas atividades recebendo na faixa de R$ 1.200,00.

Na cidade de Araraquara o motorista do transporte coletivo urbano recebe como piso salarial R$ 1.700,00 e o cobrador R$1.200,00. 

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

Código de segurança
Atualizar

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.