Terça-feira, 21 Novembro 2017  11:19:23

Parte do problema

  • Escrito por  Redação

Como a verdade é filha do Tempo, como dizia Santo Tomás de Aquino, basta darmos tempo ao Tempo para que as mentiras (ou meias verdades) ditas pelos homens públicos venham à tona.  Por vezes, nem precisamos dar tanto tempo assim. Veja o caso do presidente Michel Temer que, na semana passada, afirmou categoricamente que o Brasil não enfrentava crise alguma. 

Pois bem, ontem, para nossa “surpresa”, o governo federal anunciou, não apenas aumento de impostos, mas também contingenciamento orçamentário de R$ 5,9 bilhões. Ou seja, quer aumentar a receita ao mesmo tempo em que vai cortar gastos. É sinal claro, claríssimo, de crise.  

Ao Antagonista, o deputado Onyz Lorenzoni comentou: "A saída de qualquer governo que precisa tapar rombo criado por ele mesmo é aumentar impostos. Governos Dilma e Lula, com apoio de Temer, jogaram o Brasil na crise. Temer quer sair da crise sugando as últimas gotas de sangue das pessoas. Meirelles é a fórmula de ontem, com promessa de futuro. Não funcionou com o Lulopetismo, é óbvio que não vai funcionar agora. Segue a mesmice intervencionista e medíocre na economia".

É preciso lembrar que, desde o início de tudo, Temer foi parte do problema. Afinal, foi vice de Dilma não em um, mas em dois mandatos. Camuflar problemas parece ser a principal atividade dos de Brasília, não resolvê-los.

 

Avalie este item
(0 votos)

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Prefeitura Dengue v2
Bogas
Anacã
Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.