Sábado, 18 Novembro 2017  08:05:07

Futsal: Novo presidente da CBFS prevê 'nova era'

  • Escrito por  Estadão Conteúdo

Empossado na última terça-feira, em Fortaleza, no Ceará, como novo presidente da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), o mineiro Marcos Antônio Madeira está confiante de que poderá recuperar o prestígio que a entidade perdeu nos últimos anos após ser acusada de má gestão de seus recursos financeiros e ainda virar alvo de revolta de estrelas da modalidade, entre elas Falcão, grande astro deste esporte.

Madeira foi eleito como candidato de chapa única deste eleição, pois Nilton Romão, antes adversário no pleito, desistiu de concorrer ao cargo em forma de protesto contra a aliança do novo presidente com o grupo político do então mandatário maior da CBFS, Renan Tavares, que indicou uma de suas vices, Louise Bedé, para o cargo de vice-presidente de competições da entidade.

Por meio de um vídeo publicado nesta madrugada de quarta-feira por meio do Twitter no site oficial da CBFS, Madeira disse apostar que dará início a uma "nova era' da entidade, que ele assumiu para um mandato de quatro anos. Com o prestígio bastante abalado, a confederação está sem um patrocinador master desde o fim de 2013 e tem um dívida estimada em R$ 6 milhões.

Por meio de um pronunciamento, o novo líder da CBFS disse que o futsal viverá uma "nova era de hoje para frente". "Podem estar certos que essa equipe (de trabalho) lutará com todas as suas forças, poderes, para que o futsal pode estar à altura que ele merece", afirmou o dirigente, que depois enfatizou: "O futsal hoje vive um momento conturbado, mas esse momento com certeza passará em breve para que nós possamos dizer aos quatro ventos que o futsal, este esporte genuinamente brasileiro, estará no lugar que ele merece".

Madeira também pediu união de todos os envolvidos com a modalidade para poder tirar a CBFS da crise na qual se encontra. "Convoco a todos, federações, salonistas e atletas, que se unam a nós para que possamos dar um passo a mais, para que possamos fazer deste esporte, que todos gostam, também um esporte olímpico, que é essa a nossa intenção", ressaltou, lembrando de outro objetivo importante da entidade.

Para completar, o dirigente prometeu "transparência" na sua gestão, assim como projetou a chegada do Brasil ao Mundial de 2016 com "uma seleção bem preparada, coesa", embora o principal nome do futsal do país, Falcão, e outros nomes de destaque da equipe nacional tenham reprovado a eleição de Madeira por acreditarem que o cartola apenas dará continuidade ao que a CBFS vinha fazendo nos últimos anos. Falcão, por sinal, apoiava a chapa de Nilton Romão e lamentou o fato de que seu candidato se viu obrigado a desistir da eleição, na semana retrasada.

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Anacã
Bogas

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.