Domingo, 22 Julho 2018  14:25:54

Jovem jogador acredita no Hexa do Brasil

  • Escrito por  Lucas Castro

Criado em Itirapina e passando as férias onde começou a dar os primeiros chutes, o jovem Artur Neto Lima, de 19 anos, de 1,90m, que é jogador de futebol e joga como zagueiro no Palmeiras FC de Braga de Portugal, acredita que o Brasil conseguirá ser hexacampeão mundial na Copa que vem sendo realizada na Rússia.

Artur nasceu no dia 6 de novembro de 1988, em Macatuba (SP). Aos seis anos se mudou com a sua família para Itirapina, onde cresceu e passou a adolescência. Uma das suas brincadeiras favoritas era jogar futebol.

Sempre participando de torneios, representando Itirapina em competições regionais, ou em campeonatos na própria cidade jogando com os amigos, Artur se destacava. “Eu comecei nos campos de areia de Itirapina e com 14 anos fui revelação de um campeonato que teve na cidade”, recordou.

Em seguida, foi convidado para treinar na cidade de Rio Claro, onde conseguiu mais visibilidade e chegou a outros clubes. “Comecei a treinar em um projeto em Rio Claro chamado projeto Europa, de lá tive passagem pelo Lemense, Rio Claro, Juventus da Mooca, em São Paulo, até chegar ao Palmeiras FC de Braga de Portugal”, contou.

Quando questionado sobre a seleção brasileira, Artur acredita que o time comandado por Tite está no caminho certo e cresceu durante a Copa do Mundo da Rússia e acredita que o setor em que atua, a zaga, está bem representada. “Estou muito confiante que esse ano o Hexa vem. Para mim essa é a melhor zaga da Copa, com Thiago Silva, meu ídolo, e Miranda, e ainda com Marquinhos à disposição”, comentou.

Como todo jogador de futebol, Artur também tem o sonho de jogar em um grande clube e também na seleção brasileira. “Tenho sonho de um dia vestir a camisa do Corinthians, meu clube de coração. Acho que jogar pelo Brasil é o sonho de todo jogador, poder defender a seleção deve ser incrível, eu me arrepio assistindo aos jogos e me imaginando lá cantando o hino e com o uniforme dentro do campo”, revelou.

Sobre as conquistas pessoais, a primeira é poder ajudar a família. “Meu sonho é um dia poder dar uma vida muito boa para minha família e dar muito orgulho para Itirapina através do futebol”, finalizou.

 

Adicionar comentário

Atenção

• Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post e são de inteira responsabilidade de seus autores.

• Não representam necessariamente a opinião deste jornal.

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.