25 de Janeiro de 2022

Dólar

Euro

Amaro Junior

Jornal Primeira Página > Notícias > Amaro Junior > 5 perguntas para… Dr. Rodney H. Bendassolli

5 perguntas para… Dr. Rodney H. Bendassolli

03/12/2021 09h17 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
5 perguntas para… Dr. Rodney H. Bendassolli Foto: Divulgação

1- O que te fez escolher a advocacia?

Eu costumo dizer que a advocacia me escolheu, meu primeiro curso superior foi na UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), universidade em que me formei em Química. Logo após a conclusão do curso, iniciei a pós-graduação (mestrado) na USP (Universidade de São Paulo), em Química Orgânica. Na mesma época do início da pós-graduação, iniciei meus estudos no curso de Direito, na UNICEP, inicialmente por curiosidade, e foi quando, inesperadamente e inusitadamente, o mundo do direito me conquistou, e eu me tornei um apaixonado pelo direito e pela advocacia.

2- Qual área do direito você mais atua?

Apesar de realizar alguns trabalhos em áreas diversas, como o direito civil, minha paixão, é a área criminal, sem dúvida, a área criminal tem destaque em meus estudos diários.

3- Qual o fato da área criminal te chamar tanta atenção?

Quando uma pessoa se envolve em alguma questão criminal, seja justa ou injustamente, o seu bem maior, a liberdade, fica em jogo, por isso, é uma área tão delicada, e necessita dos maiores cuidados do advogado, pois qualquer falha, pode significar uma pena aplicada de forma injusta, e consequentemente o comprometimento da liberdade da pessoa acusada.

Por esses e outros motivos, o advogado criminal, deve estar sempre, em constante estudo, atualizando diante das novidades das leis, em especial os entendimentos dos tribunais superiores, como o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo tribunal federal.

4- Todos merecem defesa Doutor?

Sim, todos, sem exceção. Quando nós aceitamos a supressão de algum direito, seja ele qual for, e de quem for, independente do crime que a pessoa é acusada, nós estamos ferindo a sociedade como um todo, e mais, ferindo a Constituição Federal e a democracia.  Qualquer cidadão está sujeito a ser acusado injustamente da prática de um crime. Portanto, defender a advocacia criminal é lutar por um estado mais justo e mais democrático.

5- O advogado criminalista defende um criminoso e, consequentemente, a prática de crimes?

Não. O advogado criminalista defende um cidadão que está sendo acusado da prática de um crime. Assim como o Ministério Público, em nome do Estado, faz a acusação, o advogado, em defesa da cidadania e da dignidade da pessoa humana, faz a defesa. Cabe à Justiça sopesar os dois lados igualitariamente e decidir se o sujeito é culpado ou inocente, de acordo com as provas que forem produzidas nos autos do processo.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x