28 de Maio de 2022

Dólar

Euro

Notícias

Jornal Primeira Página > Notícias > Atletismo celebra trabalho em equipe

Atletismo celebra trabalho em equipe

29/10/2011 08h22 - Atualizado há 11 anos Publicado por: Redação
Atletismo celebra trabalho em equipe

Rosangela Santos, Franciela Krasucki, Vanda Gomes e Ana Claudia Lemos comemoram oEsporte solitário por essência, o atletismo brasileiro celebrou o trabalho de equipe nesta sexta-feira. No último dia de competições no Estádio de Atletismo, os revezamentos 4x100m masculino e feminino venceram suas provas com sobras, em medalhas de ouro intensamente festejadas. Ana Claudia Lemos e Rosângela Santos comemoraram a vitória, obtida com o tempo de 42s85, com uma sambadinha, recebida com empolgação pela torcida mexicana, enquanto Vanda Gomes e Franciela Krasucki se abraçavam. Já os velocistas brasileiros se jogaram na pista para celebrar o tetracampeonato brasileiro da prova nos Jogos Pan-americanos – o tempo de 38s18 igualou o recorde feito pelo Brasil em Winnipeg 1999. No outro revezamento do dia, mais um bom resultado: medalha de prata no 4x400m feminino.

Mais do que apenas imprimir velocidade, a prova do revezamento pôs em teste a coordenação e o entrosamento do time na hora da passagem do bastão. Para Franciela, esse foi o ponto-chave para a medalha de ouro brasileira na corrida feminina, a primeira do país nesta prova nos Jogos Pan-americanos. “Conquistamos a vantagem nas passagens do bastão, que treinamos bastante. Na pista, somos iguais às americanas. Conseguimos superá-las por causa do entrosamento”, afirmou a velocista. “Agora, nós temos que nos desenvolver individualmente para termos um bom resultado nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012”.

O entrosamento das quatro jovens velocistas, com média de idade de 22 anos, é recente. Foi a segunda competição de que essa formação participou – a primeira havia sido no Mundial de Atletismo, em setembro. Mesmo assim, as atletas prevêem um futuro vitorioso pela frente. “É uma equipe jovem, mas queremos buscar medalha em Londres. De quarto a oitavo já não nos serve”, afirmou Ana Cláudia Lemos. Rosângela Santos faz coro: “A convivência não é fácil. Às vezes, temos as nossas diferenças, mas na hora de competir, deixamos tudo de lado para defender o Brasil”.

Na corrida masculina, Aílson Feitosa, Sandro Viana, Nilson André e Bruno Lins venceram com larga vantagem e igualaram o recorde da prova, com 38s18, abrindo quase dez metros de vantagem sobre o time de São Cristóvão e Neves, segundo colocado, com 38s81. “Era a hora de mostrar do que éramos capazes de fazer”, disse Bruno. “Fiquei meio chateado com o bronze dos 200m e queria muito sair daqui com esse ouro”. Já Sandro Viana lembrou a força da atual geração de velocistas brasileiros. “Hoje, temos 13 atletas que correm os 200m em menos de 21s. Isso é mais do que os Estados Unidos”, festejou. “Quando eu passei o bastão para o Nílson, pensei ‘acabou, essa é nossa’. Estamos acostumados a competir com leões e sabíamos que tínhamos excelente chance de vencer hoje”.

Na última final com participação do Brasil no dia, o 4x400m feminino ainda levou uma medalha de prata. A equipe formada por Joelma Sousa, Geísa Coutinho, Barbara Oliveira e Jailma Lima completou a prova em 3m29s59, atrás apenas das cubanas, que fizeram 3m28s09. Também subiram ao pódio Kleberson Davide, prata na prova dos 800m e Hudson de Souza, prata na prova dos 3000m com obstáculos – na disputa feminina, Sabine Heitling ficou com a medalha de bronze.

Foto: Jonne Roriz/AE{jcomments on}

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x