Após temporal, Tamoios tem 7º bloqueio no ano

19 de maio de 2019


As chuvas interromperam o tráfego em três estradas e uma ferrovia, isolando grande parte do litoral paulista, entre a noite de quinta-feira, 16, e a tarde a última sexta-feira, 17. A Rodovia dos Tamoios, principal acesso ao litoral norte, continuava bloqueada nos dois sentidos, no início da noite de sexta-feira, sem previsão de reabertura, após queda de barreiras nos quilômetros 73 e 78, trecho de serra. É a sétima vez que a via fica totalmente bloqueada este ano, por risco ou queda de barreiras. Na soma, são 120 horas de interdição.
Os motoristas que seguem para o extremo norte do litoral estão sendo orientados a usar a Rodovia Oswaldo Cruz (Taubaté-Ubatuba) Já quem precisa chegar a São Sebastião pode optar pela Rodovia Mogi-Bertioga. Conforme a Concessionária Tamoios, nesta semana foram registrados 210 milímetros de chuva em apenas dois dias.
A Rio-Santos (SP-55), que margeia as praias, está parcialmente interditada no km 142, na costa sul de São Sebastião, por causa de uma fissura surgida no asfalto. A rodovia também ficou bloqueada por deslizamento de encosta, no km 118, em Caraguatatuba, mas o trecho foi liberado ainda na sexta-feira, 17.
Já a pista sul da Rodovia Anchieta, interditada por uma queda de barreira no km 46, próximo de Cubatão, foi liberada na tarde de sexta-feira, após 17 horas de bloqueio total. Equipes da concessionária fizeram a remoção de grande quantidade de lama e vegetação que escorregaram sobre a pista. Em Ilhabela, a Estrada dos Castelhanos, importante via de comunicação interna, foi interditada por uma queda de barreira.
Ferrovia
O temporal foi apontado ainda como a causa de um descarrilamento de 14 vagões carregados com soja, na tarde de anteontem, em São Vicente, litoral sul do Estado.
O acidente, no km 111, bloqueou a ferrovia, um dos principais meios de transporte de carga ao Porto de Santos. Parte da carga ficou espalhada na mata. A composição saiu de Rondonópolis (MT) e seguia para os terminais de cargas do porto. O bloqueio total durou 21 horas.
Desalojados
Além das interdições, a chuva causou vários outros estragos em cidades do litoral. Em Ubatuba, dez famílias estão desalojadas por causa das inundações. Em menos de 24 horas, choveram 200 milímetros na área urbana e rios e córregos transbordaram. À tarde, as aulas foram suspensas.
Em Caraguatatuba, 13 pessoas ficaram desabrigadas e foram levadas a um centro de acolhimento. Algumas foram resgatadas de barco. Em Ilhabela, cinco casas foram interditadas e uma desmoronou.
Em São Sebastião, as aulas foram suspensas em todas as escolas da rede municipal.

comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *