29 de Novembro de 2021

Dólar

Euro

Brasil

Jornal Primeira Página > Notícias > Brasil > Brasileiro de grupo de elite na OMS diz que novas pandemias são inevitáveis

Brasileiro de grupo de elite na OMS diz que novas pandemias são inevitáveis

Colegiado tem como objetivo investigar as origens do Sars-CoV-2

25/11/2021 13h34 - Atualizado há 4 dias Publicado por: Redação
Brasileiro de grupo de elite na OMS diz que novas pandemias são inevitáveis Foto: Reprodução

Ex-presidente da Fiocruz, o médico Carlos Morel é o único brasileiro a integrar um grupo de elite da Organização Mundial de Saúde (OMS). O colegiado tem como objetivo investigar as origens do Sars-CoV-2, vírus causador da covid-19, e criar diretrizes para identificar e prevenir o surgimento de patógenos capazes de deflagrar novas pandemias.

A OMS já havia criado um grupo de especialistas para determinar a origem do novo coronavírus responsável pela pandemia. Por que outro grupo?

O grande desafio geográfico, científico e político é saber de onde veio o vírus e como ele surgiu. Foi a mão humana? A Mãe Natureza? Foi disseminado propositalmente? Houve um vazamento (de um laboratório)? Não vamos excluir nenhuma hipótese, mas não temos uma agenda predeterminada. No entanto, só vamos avançar com a colaboração da China. Ninguém tem o poder de entrar e vasculhar gavetas, não é por aí. A gente vai precisar trabalhar com os cientistas e com o governo chinês. Eles têm de confiar no grupo.

O senhor participou do Projeto Viroma Global, lançado em 2018, que tinha por objetivo justamente identificar e sequenciar os vírus com potencial de causar uma pandemia. Se tivesse avançado, isso poderia ter evitado ou pelo menos previsto a pandemia?

Difícil dizer, mas talvez a montagem do “atlas” com todos os vírus circulantes estivesse mais avançada.

Mas os morcegos estavam na mira de vocês, não é?

Se estavam! A virologista Shi Zhengli, de Wuhan, participou de seminário na Fiocruz em meados de 2019, deu uma palestra ótima, com vários slides chamando a atenção para animais silvestres como hospedeiros e/ou reservatórios de vários vírus… Era como se estivesse apontando: ‘Olha o perigo aí, gente!’

O que mais o novo grupo pode fazer? Estabelecer diretrizes mundiais para o caso do surgimento de novos patógenos, por exemplo?

A OMS não tem poder de polícia, tudo se constrói com confiança, mas podemos criar diretrizes para os países. Por exemplo: podemos criar uma norma de comunicação imediata à OMS para a identificação de um novo patógeno.

Teremos uma nova pandemia?

Os vírus são talhados e preparados para se espalhar. É Darwin na veia.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x