26 de Maio de 2022

Dólar

Euro

Brasil

Jornal Primeira Página > Notícias > Brasil > Deputado do PSDB terá que explicar relação com Cachoeira

Deputado do PSDB terá que explicar relação com Cachoeira

14/08/2012 18h40 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Deputado do PSDB terá que explicar relação com Cachoeira

A CPI do Cachoeira convidou nesta terça-feira, 14, o deputado Carlos Leréia (PSDB-GO) para explicar sua relação com Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. O parlamentar também enfrenta processo por possível quebra de decoro no Conselho de Ética na Câmara motivado pelas denúncias de sua relação com Cachoeira.

 

Os membros da comissão aprovaram também requerimento que pede explicações por escrito ao deputado Sandes Júnior (PP-GO), que segundo as investigações da Polícia Federal pode ter recebido dinheiro durante a campanha eleitoral de 2010 de empresas fantasmas ligadas ao esquema de Cachoeira.

Na Câmara, Junior foi absolvido pela corregedoria da Casa e não enfrentará processo no Conselho de Ética.

A sessão administrativa da CPI nesta terça-feira, também serviu para aprovar requerimentos que pedem a quebra dos sigilos bancários, fiscais e telefônicos da mulher de Cachoeira, Andressa Mendonça, que na semana passada compareceu a comissão, mas se manteve calada durante o depoimento.

Os parlamentares aprovaram ainda a reconvocação de Cachoeira, mas segundo a assessoria do presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), ele só comparecerá novamente à CPI mista caso esteja disposto a falar.

Cachoeira está preso desde fevereiro, em Brasília, depois que a operação Monte Carlo da Polícia Federal o apontou como comandante de um esquema de jogos ilegais. O empresário já compareceu à comissão em maio, mas permaneceu calado.

Nas próximas semanas, a comissão retomará sua rotina de depoimentos e deve receber policiais goianos que fariam parte da rede de contatos de Cachoeira com a gestão do governador Marconi Perillo (PSDB).

Ainda em agosto, o ex-dono da construtora Delta, Fernando Cavendish, também deve prestar depoimento à comissão. Segundo Rêgo, o mais provável é que ele seja ouvido no dia 28.

Na próxima semana, a CPI recebe os procuradores Daniel Rezende Salgado e Lea Batista de Oliveira, que trabalham nos inquéritos relativos às operações Vegas e Monte Carlo, da Polícia Federal.

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x