12 de Agosto de 2022

Dólar

Euro

Brasil

Jornal Primeira Página > Notícias > Brasil > Internautas usam doença para atacar Lula

Internautas usam doença para atacar Lula

01/11/2011 12h37 - Atualizado há 11 anos Publicado por: Redação
Internautas usam doença para atacar Lula

Apesar da solidariedade de eleitores e políticos de todos os partidos a Lula, o anúncio do câncer virou mote para uma onda de ataques ao ex-presidente na internet. Os críticos usam o anonimato para debochar do estado de saúde do petista em redes sociais e em comentários em sites de notícias.

Em meio à massa de manifestações de apoio, há internautas que tentam culpar Lula pelo câncer –que pode ter sua causa no fumo– e defendem que ele se trate no SUS (Sistema Único de Saúde).

Diante do tom agressivo de alguns leitores, a Folha.com chegou a suspender temporariamente os comentários em reportagens publicadas no fim de semana.

O colunista Gilberto Dimenstein, que escreveu sobre o câncer de Lula no sábado, virou alvo do mesmo tipo de comentários e protestou com novo texto no dia seguinte.

“Foi uma enxurrada de ataques desrespeitosos, desumanos, raivosos, mostrando prazer com a tragédia de um ser humano”, afirmou ele.

“Minha suspeita é que a interatividade democrática da internet é, de um lado, um avanço do jornalismo, e, de outro, uma porta direta para o esgoto do ressentimento e da ignorância”, disse.

Muitos internautas também protestaram nas redes sociais contra os ataques, e a assessoria de Lula informou que tem tentado poupá-lo, evitando mostrar as mensagens em tom desrespeitoso.

Um dos e-mails mais enviados reproduz discurso do ex-presidente ao inaugurar uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), em 2010.

“Vou ser muito breve, porque estou com a garganta não muito boa e não quero ser o primeiro paciente desta UPA. (…) Ela está tão bem organizada, ela está tão bem estruturada, que dá até vontade de a gente ficar doente para ser atendido aqui”, diz ele.

Na versão que circulava ontem, a primeira parte foi cortada, induzindo o internauta a acreditar que o petista queria ser internado na UPA.

Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, tais manifestações podem ser “uma espécie de recalque”.

Após debate sobre o Judiciário em seu instituto, FHC afirmou que considera as iniciativas um equívoco, disse que não as endossa e manifestou solidariedade a Lula, desejando que ele se “restabeleça prontamente”.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x