Apenas 19% da população usa transporte coletivo

10 de fevereiro de 2012


De acordo com o uma pesquisa realizada entre a UFSCar, USP e a Prefeitura Municipal, sabe-se o deslocamento da população na cidade. Os dados relatados são de que 19% da população utiliza o transporte coletivo, enquanto que, o transporte individual é preferência entre os condutores com 37%.

“Sabemos o deslocamento das pessoas aqui na cidade. Assim, temos uma preocupação com esse deslocamento. Queremos agora melhorar o transporte coletivo para trazer as pessoas que estão no transporte individual para o coletivo. Nossa intenção é trazer para São Carlos o que há de mais moderno em tecnologia”, diz Eduardo Pacheco Giannetti, diretor do transporte.

Giannetti ressalta a preocupação com as linhas de ônibus. A cidade tem 57 linhas regulares e 77 linhas especiais. São ônibus que rodam pela manhã, tarde e noite.  “As linhas são perimetrais, o que demora muito. Queremos trabalhar com linhas radiais e incentivar a integração. A cidade cresceu muito, então as linhas passarão nesses novos lugares. Como linhas que podem atender o shopping e o Sesc – que é um ponto atrativo para sociedade e só tem duas linhas”.

Após 20 anos de luta na área de transporte e trânsito é aprovada a Lei da Mobilidade. Foi assinada pela Presidente Dilma Rousseff dia 3 de janeiro e deve entrar em vigor dia 13 de abril. O que muda significativamente as ações das cidades em relação à mobilidade. Onde as cidades com acima de 20 mil habitantes deverão ter três anos para fazer seu próprio plano de mobilidade. Esse plano O plano trabalha com os deslocamentos na cidade, tanto do deslocamento de veículo, transporte coletivo e não motorizado, que são bicicletas e pedestres, e o transporte de carga.

NOVAS TECNOLOGIAS NO TRANSPORTE DE PASSAGEIROS 

Foi realizada ontem na Prefeitura Municipal a reunião dos secretários e dirigentes de transporte do estado de São Paulo.  O fórum teve 177 participantes de 36 municípios do Estado de SP.  Os objetivos são as trocas de experiências na melhoria da mobilidade no transporte das cidades. Discussões sobre as várias formas de deslocamento seja o transporte não motorizado, coletivo e de acessibilidade com as pessoas com deficiência. E também, houve uma exposição de empresas especialistas em tecnologias de trânsito.

“Pelo tamanho das cidades paulistas, surgiu a necessidade de um Fórum Paulista e os municípios através dos seus secretários fundarem e terem um espaço para discutirem seus problemas de trânsito, que na maioria das cidades são comuns”, Valéria Aguiar, secretária do Fórum Paulista e Nacional do transporte público e trânsito e coordenadora de eventos da associação nacional de transporte público (ANTP).

Uma das discussões são as utilizações de novos combustíveis. “Uma das preocupações não são apenas o congestionamento nas ruas, ou o alto número de acidentes. O transito provoca uma série de problemas que são invisíveis, como com relação à saúde das pessoas. Provocada pelo excesso de emissão de gases nos veículos, mata mais do que acidentes”, Eduardo Pacheco Giannetti, diretor do transporte.

Tecnologia aliada à segurança:

Reconhecimento da face dos passageiros na catraca do ônibus é o mais novo aparato, e ainda não está sendo utilizado. E também, o sistema de biometria digital, que faz o reconhecimento da digital na catraca, evitando fraudes e dinheiros circularem pelos ônibus, que são focos de assaltos. Já está em processos de implementação em três cidades, Boituva (SP), Campo Bom (SP) e Camaçari (BA). 

comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *