25 de Outubro de 2021

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Atacadista Spani executa obras irregulares em São Carlos

Atacadista Spani executa obras irregulares em São Carlos

Grupo tem histórico de problemas com Justiça e colocou tapumes no local da construção para ludibriar a fiscalização

17/09/2021 06h06 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
Atacadista Spani executa obras irregulares em São Carlos Fotos: Jean Guilherme

O Atacadista Spani chegou em São Carlos causando transtornos à população e agindo à margem da lei. Mesmo sem ter autorização, o Spani começou a realizar obras no terreno, localizado na Avenida Getúlio Vargas, que irá abrigar a unidade. A fim de tentar ludibriar a fiscalização das atividades, a obra foi cercada por tapumes, para prejudicar a visualização. No entanto, a reportagem do Jornal Primeira Página esteve no local e obteve fotos mostrando a construção de estruturas e outras intervenções.

De acordo com moradores e comerciantes das redondezas, as obras no terreno estão causando transtornos e prejuízos à Saúde, por causa da grande quantidade de poeira oriunda do local. Nas imagens, é possível visualizar um monte de quase seis metros de altura de terra. “É um absurdo essa situação. Estamos passando por um momento de estiagem, com muitos ventos e a poeira da obra acaba com o sistema respiratório, além sujar bastante os nossos bens”, disse um dos vizinhos ao empreendimento.

Como o processo para autorizar as obras ainda está em andamento, o Atacadista está agindo à margem da lei e poderá ser multado e até sofrer ações na Justiça. De acordo com informações de integrantes da Prefeitura, a obra deverá ser embargada ainda hoje, devido às flagrantes irregularidades.

Aliás, problemas judiciais são frequentes na história do Atacadista Spani. Em 2018, a Justiça do Estado de São Paulo determinou a retirada de um lote do azeite extravirgem chileno Borgel de circulação, por estar fora dos padrões de qualidade. O responsável pela distribuição do azeite Borgel no Brasil era o Atacadista Spani, mostrando o descaso com os clientes.

O Atacadista também já sofreu revés na Justiça Trabalhista. Anos atrás, o Sindicato dos Comerciários de Guaratinguetá anunciou que a empresa foi obrigada a indenizar 195 funcionários por ter funcionado em um feriado de 01 de maio, descumprindo a Convenção de Trabalho acordada anteriormente, deixando claro o desprezo pelo bem-estar e saúde dos colaboradores.

RECLAMAÇÕES – No site Reclame Aqui, utilizado por consumidores para fazer reclamações e exigir respostas de empresas, há diversos relatos contra o Atacadista Spani. O principal alvo de reclamações dos consumidores é de que, em diversas lojas do grupo, após passar as compras pelo caixa, um funcionário do Atacadista pede a nota para fazer a conferência dos produtos, causando constrangimentos aos clientes.

“Fizemos a compra, passamos pelo caixa, pagamos e ao sair do mercado, o funcionário arrancou a nota da compra da mão do meu pai e começou a conferir tudo. Fiquei muito triste, meu pai é tão honesto que devolve até troco que deram a mais. Horrível isso, deviam tratar melhor as pessoas!”, disse uma das clientes.

OUTRO LADO – A reportagem tentou contato com o Atacadista Spani, que não retornou aos contatos da reportagem.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigas
Mais novos Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Eduu
Eduu
1 mês atrás

Precisa a imprensa ver as irregularidades, os vagabundos da prefeitura levam uma graninha por fira e fazem vista grossa. Sao carlos cada vez mais se afundando na lama

0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x