6 de Março de 2021

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Calor e seca aumentam consumo de água em 18%

Calor e seca aumentam consumo de água em 18%

09/02/2012 19h03 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Calor e seca aumentam consumo de água em 18%

O uso consciente da água tem gerado campanhas publicitárias dos serviços de água e esgoto no Estado. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) em São Carlos mantém campanha diária para estimular o consumidor a ter um uso racional da água tratada sem que haja desperdício.

De acordo com o presidente do Saae, Eduardo Cotrim, nos períodos de estiagem, como os que a cidade vive nas últimas duas semanas e com altas temperaturas, o consumo aumenta 18%. Este índice equivale a 250 mil m³, segundo dados da área técnica do Saae. O consumo provoca o uso das bombas de água pelo menos cinco horas a mais que o tempo normal. Nesse período, as bombas chegam a funcionar 22 horas. No período normal, de 15 a 18 horas.

Cotrim explica que esse índice é a media entre o consumo tradicional com o consumo de pico que ocorre nas estiagens. “Nesse período há o uso da água para consumo menos nobres como lavar calçadas e até mesmo ruas”, declarou.

O Saae de São Carlos tem produção de água 2.800.000 m³ por mês e capacidade de reservatória de 36.390 m³.

O presidente do Saae analisa que campanhas são essenciais para a conscientização da população e para a utilização consciente da água. “É fundamental orientar para a detecção de vazamentos internos nos imóveis, utilização correta das instalações hidráulicas para evitar o consumo excessivo e o desabastecimento de água”.

Para a dona de casa Maria das Graças Almeida, da Vila Nery, a necessidade de limpar a varanda e calçada não preceder ao uso racional da água. “Ela segue as dicas usando a vassoura para a limpeza pesada e se necessário usa a mangueira ou balde com água”.

Já a faxineira Maria Isabel Silva, que trabalha em um condomínio no Centro da cidade, fala que é regra do prédio o uso do pano molhado e balde. “O síndico fica de olho na gente para verificar se estamos usando com desperdício a água”.

Para o dono do restaurante Massa Oriental, Severino José da Silva Filho, que fica no Centro de São Carlos, a regra para que não haja susto no final do mês com a conta de água é limpar bem as panelas e pratos com papel antes de colocar na pia para lavar. “Aquelas panelas que ficam com muito resíduo é preciso paciência para deixar um tempo de molho para retirar a sujeira. Aí sim, depois se lava com água corrente”.

O presidente Cotrim disse que a instituição promove nas escolas públicas do município o programa de educação ambiental com informações sobre o ciclo da água, ajudando a criar a consciência para o uso racional da água e a sua economia, e da importância do tratamento do esgoto não só para a saúde pública como para o meio ambiente e para o desenvolvimento sustentável do planeta.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x