26 de Janeiro de 2022

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Eletrodomésticos terão maior fiscalização

Eletrodomésticos terão maior fiscalização

28/12/2011 08h30 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Eletrodomésticos terão maior fiscalização

A partir de 1º de julho de 2012 fabricantes e importadores de eletrodomésticos não poderão mais vender produtos que não estejam em conformidade com os Requisitos da Avaliação da Conformidade (RAC), determinados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Aparelhos de 97 famílias de eletrodomésticos, dentre eles sanduicheiras, torradeiras, ferros de passar roupa, fogões e fornos elétricos, secadores e pranchas de cabelo, tanto nacionais quanto importados, passarão por operações de fiscalização constantes realizadas pelo instituto.

A medida tem como objetivo ampliar a segurança dos produtos, principalmente no que diz respeito à parte elétrica, visando prevenir acidentes de consumo e proteger os consumidores em relação aos riscos elétricos, mecânicos, térmicos, fogo e radiação dos aparelhos, quando em utilização normal.

De acordo com o gerente das Lojas Colombo, Claudio Rogério Guimarães, a medida é positiva, pois, em termos de medidas de segurança, traz maior tranquilidade ao consumidor no momento da compra. “Em relação às vendas, não acredito que influenciará muito, pois essa resolução já vem sendo divulgada há algum tempo, então o pessoal que comercializa tais aparelhos já está se adaptando”, afirma.

Segundo ele, os refrigeradores, por exemplo, estarão fora da nova regulamentação, pois esses profutos já são checados pelo Inmetro dentro do programa de avaliação da eficiência energética e quanto aos aspectos de segurança. Ainda assim, quando o consumidor busca este produto, a primeira coisa que ele avalia é a presença do selo do instituto. “Hoje em dia, a pessoa já busca o produto sabendo que ele deve estar de acordo com determinadas conformidades, ela já traz essa informação consigo, pois dependendo da classificação estabelecida pelo Inmetro, ou seja, se é selo A, por exemplo, isso significa que o consumo é menor e portanto, não pesará no bolso do consumidor”, explica Guimarães.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x