24 de Setembro de 2021

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Enchentes continuam ameaçando São Carlos

Enchentes continuam ameaçando São Carlos

18/12/2011 19h49 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Enchentes continuam ameaçando São Carlos

Há menos de uma semana para a chegada do verão, a população começa a se preocupar com os possíveis problemas desta estação, principalmente as enchentes que já trouxeram grandes transtornos.

A atendente de uma loja de vestuário localizada na região central, Jaqueline P. Vieira, conta que já assustou com a chegada repentina da chuva. “Trabalho no local faz anos e já presenciei enchentes horríveis. A gente esta aqui e, de repente, quando a água chega não tem o que fazer, o comerciante que não estiver preparado pode perder tudo”, comenta.

Para o secretário municipal de planejamento, Rosoé Donato, hoje, em São Carlos, não existe risco de grandes problemas em dias de chuvas normais, a preocupação existe quando ocorrem chuvas fortes em um curto período. “Neste caso, nenhuma cidade tem potencial de escoamento. Temos que ter muita clareza sobre o que é um problema pontual e um frequente, como o que acontecia no mercadão em que toda época de chuvas o córrego enchia até 5 vezes no mesmo período. Hoje, passamos sem problemas, mas não significa totalmente livre de enchentes”, comenta.

Rosoé explica que a obra iniciada há alguns anos para resolver a questão das enchentes, inclui várias etapas em mais de uma região. “O plano criado estabelece várias etapas. Destas, as que se concentram na região central foram executadas”, diz.

 

Plano Macro – Existem intervenções em vários pontos da cidade para que a questão seja resolvida. A realização de um Plano de Macro Drenagem facilitará a visualização das reais necessidades. “Temos a cidade inteirinha estudada e projetos para todas as macro bacias da cidade. São projetos tanto para as regiões onde já acontecem problemas como onde poderá vir a ter, futuramente. Mas, para serem executados são necessários recursos”, explica Rosoé.

O secretário explica que macro bacias são os canais que levam as águas para o rio e do rio para fora da cidade, já as micro bacias são as galerias que passam de rua em rua. “Seriam necessários mais de R$ 100 milhões vindos de recursos federais, estaduais e municipais, para investir nas macro bacias. O município tem uma construção de mais de 150 anos, isso mostra que é carente na questão da drenagem”, comenta. “Se pensarmos em 10 anos atrás, hoje esta bem melhor. Mas estes investimentos precisam existir o tempo todo”, acrescenta.

“Quando a obra do mercadão foi concluída achamos que nunca mais teríamos enchentes nesta região, mas isso já foi provado que não irá acontecer. O jeito agora é esperar, ver no que vai dar e se prevenir como der”, diz a atendente.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x