2 de Agosto de 2021

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Governo municipal entrega urbanização do Jardim Esperança e nova praça

Governo municipal entrega urbanização do Jardim Esperança e nova praça

Durante o evento o prefeito entregou ao presidente da Câmara um projeto de lei que passa a denominar a comunidade de Jardim Esperança

21/07/2021 16h09 - Atualizado há 2 semanas Publicado por: Redação
Governo municipal entrega urbanização do Jardim Esperança e nova praça Foto: Divulgação

Na manhã da última sexta-feira (16), o prefeito Rômulo Rippa entregou as obras de urbanização do Jardim Esperança e da nova praça Benedito Inácio Américo da Silva, no Jardim Anésia.

“É a obra mais importante do nosso mandato”, afirmou o prefeito logo no início do seu discurso, destacando que a urbanização do bairro representa, acima de tudo, dignidade para as mais de 530 famílias que ali residem.

Rippa ainda agradeceu ao trabalho de toda equipe e aos vereadores e ex-vereadores presentes, que foram responsáveis pela aprovação do pacote de investimentos de R$ 26 milhões junto à Caixa Econômica Federal.

A cerimônia contou também com a presença do vice-prefeito Dr. Saldanha Leivas Cougo; do presidente da Câmara Municipal, vereador Alan João Orlando (PSD); dos vereadores Priscila Franco de Oliveira (PSDB), João Lázaro Batista (PSDB), Élcio Arruda (MDB), Renato Rosa (Republicanos) e Marcelo Ozelin (PP); dos ex-vereadores Antônio Carlos Correra, Gideon dos Santos, Gustavo Braga Colucci e Ismael Miguel da Silva; do secretário de Obras e Desenvolvimento Urbano, Rodrigo Louzada, representando os demais secretários; da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Bianca Carandina Ripa; outros servidores, familiares do homenageado Dito Inácio e moradores da comunidade.

Durante o evento o prefeito entregou ao presidente da Câmara, Alan João, um projeto de lei que passa a denominar a comunidade, conhecida popularmente nessas mais de três décadas como “Jardim Anésia 2”, de Jardim Esperança.

Neste projeto de urbanização foram investidos quase R$ 3,7 milhões, sendo que a licitação gerou uma economia de R$ 800 mil aos cofres municipais.

O projeto contemplou serviços de terraplanagem, guias e sarjetas, drenagem de águas pluviais, pavimentação asfáltica e praça esportiva (etapa 1); e terraplanagem, guias e sarjetas, pavimentação asfáltica, sinalização viária (horizontal e vertical), calçamento e acessibilidade (etapa 2).

Ao todo são 17 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica e infraestrutura. Além da praça esportiva, que contou também com recursos de uma emenda parlamentar do ex-vereador Toninho Correa.

O bairro, que teve início há cerca de 30 anos como uma ocupação de uma área federal, também está em processo de regularização fundiária para que os moradores possam, muito em breve, ter os documentos de posse de suas propriedades.

DITO INÁCIO – Benedito Inácio Américo da Silva nasceu em Porto Ferreira, em 29 de janeiro de 1955. Eram seus pais Álvaro Américo da Silva e Lidia Pinto da Silva. Teve como irmãos José Luiz, João Lázaro e Conceição Aparecida. Em 1985, casou-se com Maria de Souza Martins da Silva e da união nasceram os filhos William Inácio e Vanessa Aparecida.

Iniciou seus estudos no antigo Grupo Escolar Sud Mennucci e depois no Ginásio Industrial Estadual, formando-se em torneiro mecânico. Depois, estudou na Escola Mário Borelli Thomaz, onde se formou em técnico em Contabilidade. Mais tarde, prestou concurso público para trabalhar na antiga Cesp (Companhia Energética de São Paulo). Estudou no Centro de Treinamentos Técnicos de Ilha Solteira (SP), especializando-se em Operação de Sistema Elétrico, aposentando-se no ano de 1998. No ano de 1982, formou-se em advocacia na Faculdade de Direito de São Carlos, especializando-se em Direito Trabalhista.

No campo cultural, destacou-se em diversas atividades artísticas e literárias. Participou e venceu festivais de música regional e concursos literários em Porto Ferreira e região. Foi colaborador do Jornal do Porto e radialista nas rádios Primavera AM, Inovadora FM e Porto FM. Integrou como músico várias bandas marciais. Foi um dos fundadores do Grupo Ecológico Minha Terra. Editou um livro de contos pitorescos e folclóricos da cidade, além de realizar pesquisas sobre a história local.

Foi sócio do Lions Club local. Fundou e dirigiu o Grupo de Escoteiros Paiaguás, em Porto Ferreira. Foi provedor do Hospital Dona Balbina entre 1991 e 1992.

Em 1977, foi eleito vereador e atuou como primeiro secretário da Mesa Administrativa, exercendo o cargo até 1982. Faleceu aos 58 anos de idade, no dia 31 de outubro de 2013.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x