29 de Outubro de 2020

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > “Horta do japonês” comemora 50 anos

“Horta do japonês” comemora 50 anos

18 de Dezembro de 2011 às 19:31 Publicado por: Redação

“Imagine- se em um país distante, com costumes e climas diferentes, falante de uma língua desconhecida, sem dinheiro e com seis filhos pequenos.” Assim descreve Raíssa Ogashawara a situação enfrentada há mais de 50 anos quando seus avós Yumei e Hide Nakaema chegaram a São Carlos e, pouco tempo depois, fundaram a “Horta do Japonês”.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, o fluxo de imigrantes para o Brasil voltou a crescer. Embora a intenção inicial da maioria fosse retornar para a terra natal, muitos optaram por fazer vida em solo brasileiro e obtiveram grande sucesso. Foi o caso da família Nakaema que, vinda de Okinawa (ilha ao sul do Japão), conseguiu prosperar. “Meus avós passaram por algumas cidades antes de chegar a São Carlos, onde nasceram mais duas Nakaemas, totalizando, assim, oito irmãos, sendo eles: Masako, Misako, Isao, Tomoko, Akio, Fujiko, Nadir e Regina”, relata a neta.

Graças à ajuda de um conterrâneo, a família comprou o terreno onde até hoje está instalada a horta, na rua Major Manoel Antônio de Matos, esquina com a marginal.

Trabalho diário, desde o nascer até o pôr do sol, durante os sete dias da semana nesse meio século de existência, possibilitaram que todos os filhos de Yumei e Hide e, posteriormente, os netos, tivessem acesso aos estudos. “Minha família teve inclusive uma banca no mercado Municipal, na qual vendiam o fruto de seus esforços, e conquistaram uma freguesia, tornando-se parte da história de muitas pessoas”, conta Raíssa.

No dia 24 de outubro de 2011 a horta da família Nakaema, que trabalha 100% sem agrotóxicos, celebrou ao lado de muitos fregueses sua “bodas de ouro”, com direito a bolo e recuperação de inúmeras lembranças. A própria Raíssa comenta que teve muitas delas ao longo dos anos que viveu ao lado dos avós, pais e tios. “Diversas brincadeiras, vários momentos com meu avô, a casa da árvore na jabuticabeira, os cuidados com as galinhas, patos e cabritos, as colheitas de morango, entre tantas outras”, relembra.

Atualmente, a “Horta do Japonês” permanece sob os cuidados de parte da família Nakaema e é considerada um ponto de referência para muitos cidadãos são-carlenses. Além disso, desenvolve um trabalho social muito importante, já que proporciona visitas ao local, disseminando os conhecimentos adquiridos ao longo dos anos a crianças, o que contribui para o processo educativo como um todo. “Essa foi uma singela maneira que encontramos de retribuir à comunidade todo o carinho dela recebido”, finaliza Raíssa.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x