27 de Janeiro de 2022

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Maio já não é mais o mês das noivas

Maio já não é mais o mês das noivas

09/12/2011 08h05 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Maio já não é mais o mês das noivas

Quem passa na rua Treze de Maio, próximo a igreja Catedral, aos sábados, confere a emoção de casais que se prepararam para efetivar o matrimônio, em qualquer época do ano. Porém, muitos casamentos são planejados com muita antecedência.

A noiva Caroline dos Santos, que se prepara para subir ao altar em abril do ano que vem, diz que começou a planejar com um ano de antecedência. “Já estávamos noivos e optamos por este mês por ser o único com data disponível na igreja, já que decidimos pelo religioso também. É tudo muito caro, para fazer do jeito que queríamos tivemos que negociar e economizar. Alguns serviços, como salão, preferimos pagar à vista para não deixar muita coisa acumulada para depois da data”, conta.

Hoje, noivos mais tradicionais ainda optam em casar no mês de maio, conhecido como Mês das Noivas, mas na prática, estão optando mais pelos meses do fim do ano, como setembro, outubro, novembro e dezembro. “Esses meses dão a oportunidade para o casal juntar dinheiro ao longo do ano, ter bastante tempo para pesquisar e aproveitar promoções”, comenta o consultor financeiro Jorge Gurgel.

Para o consultor, o 13º salário também ajuda. “Você sempre começa o ano já contando com o 13º para trocar de carro ou comprar um apartamento e porque não casar?”, completa.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registrou, em 2010, 1.517 casamentos na cidade de São Carlos. Na cidade vizinha Araraquara foram 1.388, já em Porto Ferreira 290, Descalvado 194 e Itirapina 57.

Este ano, até o momento, em apenas um dos cartórios de São Carlos, já foram registrados mais de 900. Segundo dados colhidos no Cartório de Registro Civil, localizado no Centro, em 2011 o mês com mais registros de casamentos civis foi o de janeiro, com 79, seguido do mês de outubro com 68 e o de fevereiro com 66 e novembro com 65. Abril, junho e agosto não passaram de 44.

Já no religioso, novembro registrou 37, outubro 27, maio e setembro 25. A secretaria da Igreja São Judas Tadeu confirma que setembro e outubro, pelo menos nesta igreja, foram os meses mais procurados. Junho e agosto tiveram 12 registros cada e julho e março 14 cada.

Segundo Flávia Torrezan, que trabalha no cartório, em dezembro já foram realizados 10 casamentos no civil e 6 no religioso. Cerca de 50 já estão agendados para o civil até o fim do ano.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
1
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x