Cidades

“Maratona da Vida” tem sua última etapa no domingo


Iniciado há dois anos, a “Maratona da Vida” tem sua finalização neste domingo (27), no ginásio Milton Olaio Filho. A última etapa da “Maratona da Vida” será no domingo, das 8h às 18h no ginásio de esportes Milton Olaio Filho. O evento é aberto a todos os interessados. O  programa denominado “Cidade em Defesa da Vida” implementadoem São Carlos, através de parceria entre a prefeitura municipal e o hospital sírio-libânes, realiza neste final de semana a última etapa de treinamento e capacitação de primeiros-socorros para a população.

Com expectativa de atendimento para cerca de 6 mil pessoas neste domingo, a maratona começou com o objetivo de atender até 25% da população, 53 mil pessoas. O programa visa dar instrução para as pessoas darem o primeiro atendimento para vítimas de parada cardiorrespiratória súbita e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

De acordo com o Secretário Municipal de Sáude, Marcos Vinicius Bizarro, meta já está estabelecida. “Estamos organizados para capacitar 300 pessoas a cada meia hora”, explica. Durante o dia outros serviços, relacionados à prevenção de doenças, serão oferecidos pela Prefeitura, Unicep e UFSCar.

Ele explica ainda que o conhecimento adquirido na maratona é cíclico. “O programa prevê a multiplicação do conhecimento. Uma vez capacitados, os professores podem repassar o conhecimento para os alunos, que repassarão para os familiares e amigos e assim por diante”, lembra.

Segundo a coordenadora do projeto, Flávia Lima, é um fim entre as aspas, pois vão ser disponibilizados os manequins e todos os DVD’s em vários cantos da cidade para quem quiser aprender.

Ela diz ainda sobre os resultados. “Antes de iniciarmos a maratona, fizemos um trabalho científico para detector problemas cardíacos na população. Após concluido o projeto, outro trabalho científico sera iniciado para descobrir se alcançamos nossos objetivos”, relata.

HISTÓRICO – O programa “Cidade em Defesa da Vida” teve início em 2009. Na primeira etapa capacitou 200 profissionais de saúde e outros 425 profissionais, entre auxiliares e técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde, médicos e enfermeiros que receberam capacitação do Suporte Avançado em Cardiologia (ACLS) e Suporte Avançado em Pediatria (PALS).

No início de outubro, foram capacitados, na sede da Diretoria de Ensino, 170 professores. Todos os treinamentos contaram com a participação de docentes do Hospital Sírio-Libanês.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *