26 de Janeiro de 2022

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Ocorrências envolvendo uso de cerol caíram 27%

Ocorrências envolvendo uso de cerol caíram 27%

13/01/2012 12h52 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Ocorrências envolvendo uso de cerol caíram 27%

Durante a época de férias escolares, o número de crianças e adolescentes brincando nas ruas é bastante expressivo, principalmente em bairros periféricos. Soltar pipas, por exemplo, está entre as atividades mais comuns realizadas por este público. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados para que a segurança tanto desses jovens quanto de outras pessoas esteja garantida.

Pensando nisso, a Guarda Municipal de São Carlos, em parceria com a Prefeitura, idealizou a campanha “Sem cerol é mais legal”, com o intuito de prevenir e conscientizar crianças e adolescentes sobre os cuidados que se deve ter ao soltar pipa. Não fazer o uso do cerol – mistura criminosa de cola de madeira com vidro moído usada em linhas de pipas – é uma das principais recomendações.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, João Luiz Tozzato,em São Carlos, felizmente, não há registros de acidentes com cerol. “A Guarda Municipal vem trabalhando na prevenção e na informação de adolescentes, através da distribuição de folhetos nas escolas e realização de concurso de pipas, por exemplo, para conscientizá-los a utilizar a pipa como brincadeira, mas sem o cerol na linha, algo que é uma verdadeira navalha. O resultado tem sido bastante positivo e as ocorrências relacionadas ao uso do material diminuíram. Estatísticas mostram que, se compararmos o mês de dezembro de 2011 em relação a 2010, houve uma queda de 27%”, explica.

Segundo ele, a campanha também orienta para que pais não permitam que os filhos façam uso do material e pessoas que flagrem crianças com a mistura comuniquem a Guarda Municipal. “Nós não temos observado resistência em realizar esse trabalho de conscientização. Quando chegamos, mesmo que o material esteja sendo utilizado, nós recolhemos este material, qualificamos o menor e o encaminhamos para o Conselho Tutelar. Alguns quando vêem a Guarda chegando, arrebetam a linha e saem correndo. No entanto, isso é um perigo ainda maior, pois a linha vai embora, podendo ferir outras pessoas”, ressalta Tozzato.

Acidentes com linhas de pipas que tenham cerol podem ser fatais. Motociclistas e ciclistas são as principais vítimas deste tipo de ocorrência. “Quando você está caminhando e bate a mão na linha, você para. Mas o motociclista, por exemplo, está em movimento e pode se machucar gravemente. Por isso, recomendamos o uso de uma antena no guidão do veículo, porém muitos apresentam resistência, porque alegam que ela interfere na estética da moto. No entanto, essa antena pode salvar uma vida” alerta o comandante. 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x