Pesquisa da UFSCar analisa alterações metabólicas decorrentes do envelhecimento com e sem prática de atividades físicas

13 de agosto de 2019


A pesquisa “Estudo do processo de envelhecimento por meio da avaliação do metabolismo”, realizada pelo doutorando Étore Signini, no Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (PPGFt) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e sob orientação de Aparecida Maria Catai, docente do Departamento de Fisioterapia (DFisio) da Instituição, pretende determinar as alterações metabólicas decorrentes do processo de envelhecimento ativo (com prática de atividade física) e sedentário.
De acordo com o pesquisador, o processo de envelhecimento é caracterizado por profundas transformações das funções em todos os níveis orgânicos, como sistemas, órgãos, células e organelas. “Estas alterações são evidenciadas no metabolismo das pessoas. Assim, um maior esclarecimento de como o processo de envelhecimento afeta a parte metabólica, e qual o efeito da atividade física nesse processo, pode auxiliar na elaboração de estratégias eficientes para um envelhecimento mais saudável”, afirma Signini.
Para realizar o estudo, estão sendo convidados voluntários homens – sedentários entre 20 e 70 anos ou ciclistas de 40 a 70 anos -, que não tenham doença cardíaca, circulatória, pulmonar ou neurológica, que não sejam obesos, que não possuam comprometimento da mobilidade, e que não façam uso contínuo de medicamentos, tabaco e álcool. Os participantes passarão por exames de sangue completos para mapeamento da condição geral de saúde; avaliação do sistema nervoso autônomo para verificar o controle do cérebro sobre o coração; e teste cardiopulmonar que afere a saúde cardiovascular e respiratória, bem como o condicionamento físico. Os resultados serão repassados aos voluntários para que tenham conhecimento a respeito de suas condições de saúde e de seu desempenho físico.
Signini destaca que um diferencial do estudo é a associação de técnicas avançadas, como a espectrometria de massas e a ressonância magnética nuclear, para fazer a análise metabólica dos dados dos participantes. 
A pesquisa é realizada no Laboratório de Fisioterapia Cardiovascular (LFCV) do Núcleo de Pesquisas em Exercício Físico (NUPEF) do DFisio, e tem colaboração dos laboratórios de Ressonância Magnética Nuclear (RMN) e do Separare (Núcleo de Pesquisa em Cromatografia) do Departamento de Química (DQ), e do Laboratório de Bioquímica e Biologia Molecular (LBBM), do Departamento de Ciências Fisiológicas DCF) da Universidade.
Interessados em participar podem entrar em contato com pesquisador pelo telefone (16) 3351-8705, pelo WhatsApp (16) 99251-8258 ou pelo e-mail [email protected]. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFSCar (CAAE: 12412919.0.0000.5504).

comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *