Cidades

Santa Casa inaugura Centro de Simulação no Ensino


A instalação do novo centro é um diferencial importante para que a Santa Casa consiga a certificação e se torne um Hospital de Ensino. “A partir do momento em que a Santa Casa receber essa certificação, ela passará a receber recursos e um repasse do Governo Federal através do MEC e do Ministério da Saúde. Isso vai aumentar e contribuir com a qualidade da assistência e os pacientes vão ser beneficiados diretamente no momento do seu atendimento”, afirma o coordenador de Ensino da Santa Casa, André Mascaro.
Ontem (13) a Santa Casa de São Carlos inaugurou o Centro de Simulação Realística do Departamento de Ensino do hospital. O paciente é um robô que tem as mesmas reações de um ser humano: respira, tem batimentos cardíacos, reclama de dor e até regurgita (vômito) quando está passando muito mal.
Nele, estudantes e profissionais vão poder fazer todo tipo de simulação cirúrgica: cardíaca, neurológica e abdominal, e treinar também procedimentos de primeiros socorros, explicou o provedor da Santa Casa, Antonio Valério Morillas Júnior. “Hoje está sendo uma alegria para todos nós e região essa inauguração, porque com a sala de treinamento pode-se treinar os estudantes, profissionais da área de saúde, servidores municipais e médicos que atuam por meio de convênios particulares, então, a ideia é melhorar a qualidade assistencial desses profissionais”, explica.
A ideia é também ajudar na formação dos 45 médicos residentes do hospital que atuam em diversas especialidades: clínica médica, anestesiologia, cirurgia geral, cirurgia básica, pediatria, ginecologia e obstetrícia e ortopedia, explicou o Coordenador da Residência Médica e do Internato de Cirurgia Geral da Santa Casa e professor do Departamento de Medicina da UFSCar, Rafael Luporini, “vai ser possível capacitar sem colocar o paciente em risco. Além de poder repetir várias vezes um mesmo procedimento. Um ganho de aprendizado, que vai melhorar a qualidade no atendimento da população”.
Segundo Mascaro, a Santa Casa de São Carlos é a primeira da região central do Estado de São Paulo a implantar um centro de simulação desse nível, que teve investimento da ordem de R$ 150 mil, grande parte desse valor foi financiada pela faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, a FACERES. “Vai ser possível realizar simulações como as que são feitas em Hospitais do nível do Albert Einstein, Sírio Libanês, HC de São Paulo e Ribeirão Preto”, conclui.
Capacitação prevista pelo Centro de Simulação Realística
O Centro irá capacitar até 900 estudantes da área da saúde por ano. 135 são alunos de Medicina que fazem o internato – ficam por um ano na Santa Casa -, e vêm da UFSCar, FACERES e Universidade Brasil. 150 são estudantes de Enfermagem, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Gerontologia, Psicologia e Nutrição da UFSCar e da UNICEP. E outros 600, são alunos dos cursos técnicos de Enfermagem, Radiologia e Farmácia.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *