20 de Maio de 2022

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > São Carlos atinge nível de excelência

São Carlos atinge nível de excelência

27/03/2012 11h14 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
São Carlos atinge nível de excelência

A Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) divulgou o Índice de Gestão Fiscal (IFGF) dos municípios brasileiros. No indicador Liquidez, responsável por verificar a relação entre o total de restos a pagar acumulados no ano e os ativos financeiros disponíveis para cobri-los no exercício seguinte, a cidade atingiu a nota “A”, com 0.9552 pontos.

 

O índice varia entre 0 e 1. Quanto maior, melhor é a gestão fiscal do município. Nessa primeira edição, o IFGF trouxe dados de 2010 e informações comparativas com os anos de 2006 até 2009, com base em dados da STN (Secretaria do Tesouro Nacional).

No IFGF geral, São Carlos atingiu 0,7508 pontos (conceito B), o que colocou o município na 63ª posição no ranking estadual. O secretário de Fazenda, Paulo Almeida, pondera que o município não atingiu a excelência devido à nota custo da dívida, que obteve o índice de 0,5016 pontos (conceito D). “São Carlos possui uma dívida histórica de R$ 101 milhões, o que fez com que o Índice geral fosse comprometido, fazendo com que  nosso conceito ficasse abaixo de Araraquara, por exemplo”, explicou Almeida. A cidade ficou entre os 20 municípios do Estado com excelente gestão fiscal, recebendo o conceito 0,8179 pontos.

Segundo Almeida, o quesito liquidez elevou o conceito de São Carlos. Nele a cidade atingiu o nível de excelência. “A liquidez foi determinante para São Carlos. Ela constatou que a cidade mantém o compromisso em reduzir o volume do endividamento, além de manter caixa, entre um exercício fiscal e outro, para quitar os compromissos”, assegura.

Na análise de cinco anos, Almeida aponta para a estabilidade da pontuação de São Carlos, sempre muito próximo do nível máximo de excelência, entre 0,7064 (2006), 0,7659 (2008) e 0,7508 (2010). Araraquara apresenta variação de 0,459 (2006), 0,68 (2008) e 0,8179 (2010). “É evidente que nos interessa melhorar cada vez mais o IFGF, mas também não devemos praticar ações que levem o município a riscos fiscais que desestabilizem o patamar de boa gestão que mantemos atualmente”, acrescentou o prefeito Oswaldo Barba ao analisar os números.

 

O índice Firjan – O IFGF (Índice Firjan de Gestão Fiscal) foi criado pelo Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) para avaliar a qualidade de gestão fiscal dos municípios brasileiros.

O indicador considerou cinco quesitos: IFGF Receita Própria, referente à capacidade de arrecadação de cada município; IFGF Gasto com Pessoal, que representa quanto os municípios gastam com pagamento de pessoal, medindo o grau de rigidez do orçamento; IFGF Liquidez, responsável por verificar a relação entre o total de restos a pagar acumulados no ano e os ativos financeiros disponíveis para cobri-los no exercício seguinte; IFGF Investimentos, que acompanha o total de investimentos em relação à receita líquida, e, por último, o IFGF Custo da Dívida, que avalia comprometimento do orçamento com o pagamento de juros e amortizações de empréstimos contraídos em exercícios anteriores.

 

Educação e Saúde, destaque nacional segundo Firjan

Em novembro do ano passado a Firjan divulgou o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), levantamento que reúne dados de todos os 5.564 municípios brasileiros nas áreas de Educação, Saúde e Emprego e Renda e indica as cidades mais desenvolvidas do país.

São Carlos teve grande evolução no ranking, subiu 23 posições em relação ao último levantamento, deixando o 36º lugar no Brasil para o 13º posto em 2011, com base de dados referentes ao ano de 2009. E não é só no quadro geral que São Carlos obteve destaque. No quesito Educação, levando-se em conta as cidades de porte médio (entre 200 e 500 mil habitantes), a cidade ocupa a 5ª posição no Brasil. Já na relação específica da área de Saúde, São Carlos fica com o 7º lugar geral no índice elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) entre as cidades médias do país. Ainda segundo o índice da Firjan, São Carlos ocupa a 29ª posição nacional no ranking dos municípios médios na área de Emprego e Renda.

 

 

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x