Serasa prevê 150 novos empregos e traça perspectivas com o cadastro positivo

15 de maio de 2019


O presidente da Serasa Experian, José Luiz Rossi, esteve em São Carlos ontem, 14. Ele entregou à comunidade uma área de 8 mil m², a Praça João Ribas, que fica em frente à sede da empresa, no Distrito Industrial de São Carlos. Segundo a empresa, o local vai proporcionar um ambiente de lazer e esportes à população. O investimento é de R$ 1,2 milhão. A solenidade contou com a presença do prefeito Airton Garcia (PSB) e do presidente da Câmara, Lucão Fernandes (MDB). Na ocasião, Rossi anunciou que a empresa deve gerar 150 novos postos de trabalho. Hoje atuam na empresa algo em torno de mil pessoas. “A cidade tem um enorme capital intelectual e isso foi confirmado com a nossa presença em São Carlos. Nunca tivemos problemas para contratar especialistas, estatísticos, físicos, administradores, engenheiros e contadores. As contratações foram um ponto positivo com a nossa vinda à cidade”, destacou.
Positivo
Em entrevista à imprensa, José Luiz Rossi falou sobre o cadastro positivo. Em 13 de agosto, o Cadastro Positivo foi aprovado pelo Senado. O Projeto de Lei Complementar 54/19 prevê a inclusão automática dos consumidores no Cadastro Positivo. De acordo com estudo da Serasa Experian, o sistema pode beneficiar cerca de 137 milhões de brasileiros, o que significa 88,5% da população adulta. Fazem parte deste total os 22,6 milhões de cidadãos (14,6% da população adulta) que atualmente estão fora do mercado de crédito e que seriam totalmente incluídos por já apresentarem um histórico favorável de adimplência. O levantamento revela ainda uma redução de juros para 74% das pessoas acima de 18 anos que hoje possuem acesso ao crédito. “O cadastro positivo trará um conjunto de dados preciso e realistas dará um norte para saber o comportamento financeiro do consumidor, promovendo o crescimento do mercado de crédito”, alegou. O cadastro positivo, segundo a Serasa, deve injetar R$ 1,3 trilhão na economia do país, com impacto de 19,6% na relação crédito x PIB.
A Praça é o primeiro espaço público criado por uma empresa da iniciativa privada. É um espaço inclusivo, segundo a Serasa. Recebeu rampas de acessibilidade e vagas reservadas a idosos e deficientes. O incentivo à prática de esportes também foi considerado no projeto, com a construção de pista de corrida e instalação de aparelhos de ginástica. As áreas verdes foram preservadas e outras quarenta árvores foram plantadas.
O nome escolhido para este novo espaço público em São Carlos representa uma homenagem da Serasa Experian a João Ribas, responsável pelo tema de Diversidade e Inclusão na companhia de 2001 a 2014. Ao longo de seus 13 anos na empresa, Ribas ajudou na concretização de um modelo de inclusão, baseado na educação e formação profissional de deficientes, e na valorização da diversidade como fator de desenvolvimento das empresas. Ribas que faleceu aos 59 anos em 2014, devido a problemas de saúde, foi pioneiro em nosso país a trazer o tema de inclusão para a agenda corporativa.

comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *