18 de Janeiro de 2022

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > 8ª Edição do Chorando sem Parar termina com sucesso

8ª Edição do Chorando sem Parar termina com sucesso

07/12/2011 08h33 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
8ª Edição do Chorando sem Parar termina com sucesso

A praça XV de Novembro sediou no domingo (4) o encerramento da 8ª edição do Festival Chorando Sem Parar que neste ano homenageou (em memória) Alfredo da Rocha Vianna Filho, conhecido como Pixinguinha, flaustista, saxofonista, compositor e arranjador. Considerado um dos maiores compositores de MPB e que contribuiu diretamente para que o Choro encontrasse uma forma musical definitiva.

O público pode ouvir 12h de Choro nos dois palcos montados na Praça da XV. As apresentações começaram com Jorginho do Pandeiro, Zimbo Trio e Raul de Souza, Grupo Nóem Pingo D´água, Henrique Cazes e Cliff Korman (EUA), Tibô Delor (Orquestra de Contrabaixos Tropical da França), Conjunto Época de Ouro, Cristovão Bastos, Choro Livre (Clube de Choro de Brasília – participação Tiago Tunes), Orquestra Experimental da UFSCar, David Saidel – homenagem Prata da Casa com participação do Grupo Sanfonando, John Berman (EUA) e Choro`n Jazz e Nicolas Krassik (França).

O prefeito Oswaldo Barba, acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Duarte, do reitor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Targino de Araújo Filho e da coordenadora de Artes e Cultura, Telma Olivieri, assistiu aos shows e depois subiu ao palco para homenagear alguns convidados especiais.

Foram homenageados o músico são-carlense, radialista, David Saidel (homenageado prata da casa), o músico carioca Jorginho do Pandeiro (convidado homenageado), Gracy Moreira (menção especial), bisneta de “Tia Ciata”, baiana e quituteira no Rio de Janeiro que tinha como freguês assíduo Pixinguinha e o ator e músico Marcelo Vianna, neto de ninguém menos que Pixinguinha.

Marcelo Vianna recebeu a homenagem das mãos do prefeito Oswaldo Barba e agradeceu pelo carinho com que a cidade trata a música e especialmente o Chorinho. “Esse é o maior festival de Choro do país e é uma honra poder receber essa homenagem em nome do meu avô. Sempre batalhei para manter viva a memória do mestre do Choro”.

Barba ressaltou que o festival já se tornou uma tradição na cidade, e agrada os públicos de diversas idades, com uma programação completa com a participação de instrumentistas e músicos renomados e da própria cidade. “Gostaria de agradecer a dedicação da Fátima Camargo, que não mede esforços na organização do evento e já garanto que a Prefeitura continuará junto na realização do Festival”, finalizou o prefeito.

O Festival – O Chorando Sem Parar é uma iniciativa do projeto Contribuinte da Cultura, sob a coordenação de Fátima Camargo Catalano, com o auxílio de parceiros, como a Prefeitura de São Carlos, a UFSCar, por meio da Proex e FAI, o Sesc local e a EPTV. O projeto também possui patrocínio do Ministério da Cultura, via incentivo da Lei Rouanet. Além da apresentação de instrumentistas consagrados brasileiros nesta edição o Festival teve como programação a realização de wokshops, mesas redondas e oficinas.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x