7 de Dezembro de 2021

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > A música popular e o samba de coco do Chinela Baixa

A música popular e o samba de coco do Chinela Baixa

22/02/2013 11h55 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
A música popular e o samba de coco do Chinela Baixa

Fazendo uma mistura de tradições e influências indígenas, africanas e portuguesas, o grupo Chinela Baixa apresenta nesta sexta-feira, 22, no espaço cultural GiG, seu tradicional show de repertório autoral e com os tradicionais cocos de mestres pernambucanos como Mestre Galo Preto, Mestre Zé Neguinho e Mestra Ana Lúcia do Coco, entre outros. Será a partir das 22h.

 

O grupo traz um universo dançante e interativo contendo um vasto repertório de cantorias de domínio público e composições próprias. Em seu aspecto musical, os instrumentos de percussão utilizados são ganzá, zabumba, matraca, maracá e pandeiro.

O músico, artista plástico e arte-educador, responsável pela formação e direção musical do grupo, Guga Santos, conta que a principal característica do Chinela Baixa é a temática social, educacional e rítmica a qual o coco está atrelado desde que nasceu nos tempos da escravidão. O músico explica o que é o coco.

“Coco, cafurna, mazurca, brinquedo ou folguedo de roda são os vários nomes dados a uma brincadeira popular que surgiu na época da escravidão nas lavouras de coco do nordeste do Brasil. Esta brincadeira é uma mistura das tradições e influências indígena, africana e portuguesa, principalmente na marcação do ritmo, na instrumentalização e em seu formato de roda. Sendo assim, nosso trabalho é baseado na tradição ancestral do Samba de Coco”.

Gutenberg continua. “Nosso principal objetivo é fazer com que as pessoas conheçam o que é Samba de Coco e assim fortalecer a identidade cultural brasileira e auto-estima”.

O grupo nasceu em São Carlos em de setembro de 2010, através de oficinas ministradas por Guga Santos, junto com profissionais de outras áreas como arquitetura, engenharia de produção, educadores e engenharia ambiental. Após a formação o grupo faz apresentações e ministra oficinas em São Carlos e região.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x