3 de Dezembro de 2021

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Artistas plásticos abrem exposição no Centro Cultural da USP

Artistas plásticos abrem exposição no Centro Cultural da USP

02/03/2013 14h03 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Artistas plásticos abrem exposição no Centro Cultural da USP

Na próxima quinta-feira, 7, os artistas são-carlenses Marcel Guerreiro e Renato Masson abrem no Centro Cultural da USP a exposição “Fusão Urbana”, feita a partir de uma série de pinturas e instalações de ações do homem contemporâneo em diversas atitudes, muitas vezes irracionais e consumistas. A abertura será às 19h e a visitação será até dia 22 de abril, de segunda a sábado, das 8h às 22h e domingo, das 10h às 18h. A entrada é franca.

 

De acordo com o artista plástico, Marcel Guerreiro, as obras são um reflexo da maneira como os artistas enxergam o mundo com relação ao consumismo, indústria cultural e inquietações sobre a má distribuição de renda. “Ficamos muito atentos a tudo o que vem acontecendo ao longo do tempo e que acontecia durante o processo de criação das obras. Foi isso que nos trouxe toda a inspiração. Sendo assim, não há um conceito pré-estabelecido”.

A pintura em tela ainda está enraizada dentro de museus e galerias e é o suporte mais utilizado no trabalho dos artistas. No entanto, o projeto propõe a utilização da tela como ponto de partida para algo que extrapola seus limites, interagindo com o próprio espaço físico que se incorpora na tela e a tela se integra no espaço. “Uma das intenções neste trabalho seria partir da tela e da escultura para o muro. Como se o artista saísse do ateliê para a rua onde ele acaba não criando a arte como um objeto para ser consumido financeiramente e sim consumido por todos, sem custo algum”, diz Marcel Guerreiro.

Sobre trabalhar com arte urbana, Renato Masson explica: “Fomos para a arte urbana por uma necessidade de uma evolução artística, na qual a arte contemporânea hoje é muito distante do povo ou do leigo, porém, a arte urbana está dentro da arte contemporânea que tem uma identidade com qualquer pessoa, seja criança, adulto ou idoso, mesmo que não entenda de arte. Nossa exposição remete a isso. É uma arte efêmera”.

A exposição conta com o apoio do Fundo de Fomento às Iniciativas de Cultura e Extensão Universitária Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x