15 de Junho de 2021

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Grupo Sambahits representa o pagode em São Carlos

Grupo Sambahits representa o pagode em São Carlos

15/02/2012 20h04 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Grupo Sambahits representa o pagode em São Carlos

O grupo de pagode Sambahits tem sido destaque na cena de samba e pagodeem São Carlos.Formadoem meados de 2005, conta com os integrantes Cris, Marquinho, Elielson, João e Flavio. O grupo está na sua terceira formação e já tem cd gravado, sendo que parte do álbum contém músicas próprias.

Em entrevista ao jornal Primeira Pagina, Cristiano Pessoa, vocalista e cavaco do grupo, conta como é o trabalho deles e quais os planos para o futuro. “Nosso principal objetivo é fazer um repertório de samba e pagode, tocando os principais hits do samba, variando com outros estilos como MPB e pop. Buscamos sempre a melhoria do som, da musicalidade do repertorio e dos shows”, diz o músico.

“Atualmente estamos divulgando o nosso primeiro disco que foi gravado em 2009. Estamos também nos adaptando às novas tendências do mercado musical, claro, sem perder a essência original do samba. Temos um projeto de gravar um novo disco no segundo semestre com novas músicas em um clima de balada e festa, além de faixas inéditas queremos gravar hits já conhecidos. Tudo isso com uma levada e balanço do samba e pagode”.

O Grupo Sambahits já se apresentou nas principais casas noturnas de São Carlos e região, inclusive na capital e no norte do País. Além disso, já fizeram shows com parcerias das principais rádios da região. Segundo o músico, os shows são as principais formas de renda e divulgação do trabalho deles. “Com a crise do mercado fonográfico por causa da pirataria a venda de discos fica complicada, muitas gravadoras deixaram de apoiar novos artistas o que acaba inviabilizando nossos projetos. Mesmo assim usamos o cd e downloads da internet como forma de divulgação do nosso trabalho, mais do que como fonte de renda. A renda fica por conta dos shows mesmo”.

Para Cristiano, o samba e pagode passam por um momento de transformação e há um público fiel ao gênero. “O nosso estilo musical passa por um momento instável, já que as atenções estão voltadas para o sertanejo, mesmo assim existe um público específico para o pagode, acredito que o estilo está se adaptando melhor às novas tendências, o que para nós é ótimo. Como dizia o grande sambista Nelson Sargento: ‘O samba agoniza, mas não morre’, é paixão nacional e é a identidade do Brasil”, brinca o músico.

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigas
Mais novos Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
carol
carol
9 anos atrás

Adoroooo eles….Q Deus sempre ilumina vc e muitooooooo sucesso 🙂

0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x