Companhia de dança contemporânea se apresenta em São Carlos

14 de fevereiro de 2012


J.Gar.Cia traz os espetáculos Interlúdio e Nihil Obstat; haverá também workshop ministrado pelo grupo
A J.Gar.Cia Dança Contemporânea, da cidade de São Paulo, se apresenta hoje, às 20h, no Sesc São Carlos. Eles trazem os espetáculos Interlúdio e Nihil Obstat, ambos com características humorísticas e muitas cenas de improviso.

De acordo com a técnica de programação e responsável pela área de dança do Sesc São Carlos, Sueli Arlette, é feito um trabalho de formação de público em área contemporânea, que abrange arte, cultura e, principalmente, dança. “Nós recebemos propostas e fazemos uma triagem para escolher a companhia que se apresentará em cada mês. Tentamos colocar sempre quem tem o trabalho diferenciado por algum motivo e fazemos uma triagem em cima da qualidade de cada um”, explica a técnica.

Ela diz que a J.Gar.Cia Dança Contemporânea possui grande embasamento conceitual na questão da dança contemporânea, com trilha sonora muito bem trabalhada, além de seguir perfeitamente a proposta de formação de plateia do Sesc.

A companhia existe há seis anos e o coreógrafo responsável pelas apresentações, Jorge Garcia, afirma que cada espetáculo é construído de uma forma diferenciada. “Iremos apresentar dois trabalhos distintos: Interlúdio e Nihil Obstat. O primeiro deles é usado bastante humor. Ele é inspirado no cinema mudo e em preto e branco, é dinâmico e bem engraçado”, garante o dançarino. “E o segundo é um solo meu e nele levo um músico que interage comigo. Além disso, também utilizo uma caixa de som e um cavalo de brinquedo. É um trabalho de improviso, muito bem estruturado”, adianta Jorge Garcia.

INTERLÚDIO – Quatro mulheres que, ao se depararem com o público, buscam em seus personagens uma amplificação de suas próprias características. Elenco Natália Mendonça, Martina Sarantopoulos, Patrícia Bergantin, Natasha Vergílio ou Lina Gómez / Amanda Raimundo, Cristiano Bacelar ou Edson Fernandes. Direção e coreografia Jorge Garcia.

NIHIL OBSTAT – Este solo atenta para a liberdade e a possibilidade de transformação em cada lugar e a cada momento. Junto com Henrique Iwao, pesquisador sonoro, o trabalho é instigado pela utilização de mini–amplificadores no espaço cênico. Coreografia/interprete: Jorge Garcia.

WORKSHOP – No período da tarde, no memento em que a companhia monta o cenário e faz os ajustes no Teatro do Sesc, o bailarino Edson Fernandes mostrará quais são os elementos trabalhados pela J.Gar.Cia Dança Contemporânea. “Serão mostrados alguns elementos que utilizamos. O workshop envolverá técnicas, contato de improvisação e movimentos”, explica o coreógrafo.

comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *