Cultura

Morre o diretor e ator Jorge Fernando aos 64 anos


O diretor e ator Jorge Fernando morreu domingo (27) aos 64 anos após uma parada cardíaca, no hospital Copa Star, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela Globo, que interrompeu sua programação para dar a informação, e pelo hospital.

“O Hospital Copa Star informa que o paciente Jorge Fernando faleceu na noite deste domingo, após dar entrada no fim da tarde devido a uma parada cardíaca em decorrência de um aneurisma dissecante da aorta completa. Apesar de todos os esforços, não foi possível reverter o quadro. O Hospital se solidariza com a dor dos parentes e amigos”, declarou o hospital.

Segundo a Globo News, o velório será aberto ao público amanhã (29), das 8h às 10h, e depois será apenas para família e amigos. O enterro será no Cemitério do Caju.

Em outubro de 2016, ele ficou 19 dias internado para tratar uma inflamação no pâncreas. No ano seguinte, ele sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e passou 20 dias internado.

Seu último trabalho na televisão foi com a novela como dirigindo “Verão 90”, quase dois anos após ter sofrido o AVC.

A escritora Gloria Perez se despediu do amigo no Facebook. “Mais um amigo querido indo embora tão cedo! Você vai fazer tanta falta, Jorginho, com sua alegria, seu entusiasmo, seu talento… Sem palavras aqui!”.

A jornalista Leda Nagle lamentou a morte do diretor. “Luto! Vai deixar enorme saudade”.

Marcelo Adnet também comentou: “Que pena a partida precoce do grande Jorge Fernando. Boom! Lembrarei dele pela simpatia e sua grande energia sempre! Muito carinho e força à [mãe de Fernando] Dona Hilda Rabello.”

Walcyr Carrasco se despediu do amigo no Instagram:

“Meu querido Jorge Fernando morreu!!!! Fizemos lindas novelas juntos como Chocolate com Pimenta, Alma Gêmea e Eta Mundo Bom! Todas grandes sucessos de público porque ele era genial. Vai alegrar o céu Jorginho com seu humor, sua alegria!!!! Adeus adeus! Você vai fazer falta!!!”.

Carreira

Jorge teve seu primeiro contato com a arte nas aulas de teatro do Colégio Estadual Visconde de Cairu, no Méier.

Ele iniciou sua carreira na televisão como ator na série “Ciranda, Cirandinha”, de 1978, no papel de Reinaldo (Rei), e no mesmo ano com o espetáculo “Zoológico”, pelo qual dirigiu e atuou.

Porém, ele encontrou sua paixão fora de cena. Ao todo, ele dirigiu 34 novelas, minisséries e seriados.

Uma de suas primeiras novelas na Globo como diretor foi “Jogo da Vida”, de Silvio de Abreu e Janete Clair. Entre seus principais trabalhos estão “Rainha da Sucata” (1990), “Vamp” (1991) e “A Próxima Vítima” (1995).

Já nos anos 2000, ele trabalhou em “Sai de Baixo” (2000), “Alma Gêmea” (2005), “Sete Pecados” (2007), “Ti Ti Ti” (2010) e “Êta Mundo Bom!” (2016).

Um de seus sucessos mais marcantes foi “Guerra dos Sexos” (1983), principalmente pela cena antológica em que Fernanda Montenegro e Paulo Autran tomam café da manhã. Jorge Fernando foi premiado Associação Paulista de Críticos de Arte como o melhor diretor, em 1983, ao lado de Guel Arraes, pela novela.

O diretor ainda reuniu várias histórias que marcaram sua trajetória pessoal na peça “Salve Jorge Fernando”, em que recontou com bom humor o que aprendeu na televisão, teatro e cinema.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *