1 de Outubro de 2020

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > No Sesc Araraquara, jazz dá samba na ‘Noite, Som e Tal’

No Sesc Araraquara, jazz dá samba na ‘Noite, Som e Tal’

05 de Março de 2014 às 20:32 Publicado por: Redação
No Sesc Araraquara, jazz dá samba na ‘Noite, Som e Tal’

A mistura de jazz e samba com notas de inventividade compõe a receita da segunda rodada de Noite, Som e Tal, dia 7 de março, sexta-feira, a partir das 20h, no Espaço Garimpo do Sesc Araraquara. A entrada é franca.

 

A série, inaugurada em novembro com um show do saxofonista Proveta e convidados, traz agora um quarteto formado por integrantes do que há de melhor na música instrumental de São Paulo: João Parahyba (bateria), Beto Bertrami (piano), Vitor Alcântara (saxofone) e Zeli Silva (contrabaixo). “Eles fazem parte da turma que voa em sentido contrário ao da arte meramente burocrática”, diz Fernando Lichti Barros, curador de Noite, Som e Tal.

Essência dos encontros musicais chamados de canjas ou jam sessions, a criatividade é a marca do projeto. Quem a tem de sobra são os instrumentistas que protagonizarão o show.

João Parahyba, ex-integrante do Trio Mocotó, começou a carreira na famosa boate O Jogral, em São Paulo, na década de 60. Já tocou com Jorge Ben Jor, Michel Legrand, Vinícius de Morais, Ivan Lins e Cesar Mariano, entre outros.

 Beto Bertrami e Vitor Alcântara, ambos de famílias com tradição musical, atuaram com artistas do porte de Dominguinhos, Fafá de Belém, Leila Pinheiro, Banda Mantiqueira, Caetano Veloso, Alaíde Costa, Rosa Passos e Leni Andrade.

Dono de longo currículo é também o contrabaixista Zeli, que  trabalhou, por exemplo, com Rosa Passos, Leni Andrade, Edgar Scandurra e Chucho Valdés.

 

Para o show no Sesc Araraquara, eles já combinaram: vão tocar em busca da surpresa. Música feita com liberdade.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x