27 de Novembro de 2021

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Sesc presenteia público infantil com teatro de bonecos

Sesc presenteia público infantil com teatro de bonecos

09/02/2013 12h29 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Sesc presenteia público infantil com teatro de bonecos

Neste sábado, 9, de carnaval o Sesc São Carlos traz ao público infantil o espetáculo “A Volta ao Mundo em 80 Dias”  que conta a história de um patrão e seu criado, Fogg e Faztudo, que formam uma dupla dinâmica e impetuosa para provar que podem dar a volta ao mundo em 80 dias, através de vários e imprevisíveis tipos de transportes. A apresentação será a partir das 16h.

Com muita peripécia e contando com cinco atores, formas animadas e diversos bonecos de vários tamanhos e técnicas, a Cia. Articularte encena uma divertida viagem infantil em volta de um mundo bem peculiar: o mundo da imaginação. Os adereços surgem de dentro de malas de viagem que se abrem, mostrando pequenos lugares e novos mundos.

O espetáculo dirigido por Dario Uzam é pontuado e regido por divertidas sonoridades corporais e humanas, em musicalidade contagiante composta por Charles Raszl.

Curioso, desafiador, ingênuo, divertido e ativo, “A Volta ao Mundo em 80 Dias” é um tema rico que fala de geografia, planos ou teorias que se transformam em prática, relacionamentos, suspenses, fugas, perseguições e aventuras. A história tem um conteúdo cultural variado e bem interessando para todos os tipos de público, principalmente o infantil.

O diretor e dramaturgo da Cia. Articularte de Teatro e Bonecos, Dario Uzam, conta como foi o processo de criação do espetáculo. “O processo foi bastante colaborativo. Ficamos seis meses realizando improvisos, debates, diálogos, adaptações para teatro de bonecos e formas animadas, até que as cenas foram surgindo naturalmente e chegamos na reta final. Fizemos muitas experiências com atores versus bonecos grandes, médios, pequenos, dedoches, até que os resultados começaram a aparecer”.

O diretor completa. “Nunca percorremos uma mesma trajetória para montar espetáculos cada tema é um caso, cada caso recebe um tratamento e isso sempre nos ocasiona alguns problemas, que logo transformamos em desafios artísticos que normalmente resolvemos ao longo do nosso tempo cultural de montagem”.

 

 

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x