Economia

ACISC analisa o consumo das famílias na cidade


A Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC) traça uma análise consumo das famílias na cidade. A despesa de consumo das Famílias é parte importante da demanda por bens e serviços nacional. Ao lado das despesas de investimento e dos gastos públicos o consumo das famílias forma a demanda agregada. Empresários procuram sempre estimar o volume de vendas de seus clientes para calcular as necessidades de investimento em capital de giro. A necessidade de investimento em giro significa o volume de dinheiro que será necessário para financiar a atividade produtiva no curto prazo.
Os valores de financiamento de clientes, mercadorias em estoque e gastos com a produção no curto prazo que não encontrarem financiamento no passivo circulante, correspondem a necessidade de financiamento do giro (de maneira mais genérica, pois aqui não estamos considerando aspectos das vendas normais e sazonais e seus respectivos financiamentos).
Estimar o comportamento do consumo depende de compreender ou interpretar corretamente a percepção das famílias quanto a propensão futura de consumir. A percepção se baseia em sete elementos, de acordo com a pesquisa mensal feita pela Federação do Comércio.
A Tabela (veja abaixo) apresenta os sete indicadores que formam a percepção de consumo das famílias e as variações de janeiro de 2019 a janeiro de 2020. O emprego atual traduz a confiança na empregabilidade; a perspectiva profissional mostra a expectativa da evolução ou involução no trabalho; a renda é resultado das possibilidades de atualização dos contratos de trabalho; o acesso ao crédito que pode permitir o indivíduo elevar seu consumo mais imediato; o nível do consumo atual concorre com o consumo futuro, pois se este for elevado, a tendência é de diminuir ao longo do tempo; as perspectivas de consumo indicam a existência de planos mais estruturados; e o momento para duráveis é se o valor agregado dos gastos tende aumentar.
O índice de 103,5 é o mais elevado da série. Em janeiro a intenção de consumo das famílias aumento 1,7% em relação a dezembro de 2019. Esse índice é formado a partir das percepções que são ponderadas para gerar o índice.
O comerciante de São Carlos pode considerar esses itens para estabelecer um diálogo com seu cliente ou então formar uma sondagem organizada para entender os planos de seus consumidores. Aplicar pesquisas de marketing com base nessas percepções permite que o empresário aprenda mais do comportamento da família de seus clientes, aprendizado que pode leva-lo aumentar a sua base de consumidores. É necessário compreender que o comportamento do consumidor e de famílias é estudado com profundidade através de mídias sociais e marketing digital. Colocar mercadorias na “prateleira” ou prestar serviço poderá render mais se estudos como esse forem acompanhados. Aprendizado e adaptação são essenciais para o bom desempenho econômico e financeiro do comércio, pois é nesse setor que as transformações estão ocorrendo com maior velocidade e intensidade.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com