18 de Janeiro de 2022

Dólar

Euro

Economia

Jornal Primeira Página > Notícias > Economia > Idosos são principal alvo de golpes financeiros

Idosos são principal alvo de golpes financeiros

12/12/2011 10h59 - Atualizado há 10 anos Publicado por: Redação
Idosos são principal alvo de golpes financeiros

Uma das modalidades de empréstimo que mais movimentam o mercado, o Crédito Consignado (ou Empréstimo Consignado) é a ferramenta mais utilizada por criminosos contra idosos, atualmente, as maiores vítimas de golpe no Brasil.

O empréstimo com desconto direto na folha de pagamento de benefícios do INSS (consignado) foi autorizado em 2003. Desde 2004, já movimentou R$ 98 bilhões, sendo R$ 47 bilhões em empréstimos ativos. Mais da metade dos empréstimos são feitos por pessoas que recebem um salário mínimo. O pagamento não pode ser superior a 30% do benefício.

Devido à facilidade com o qual os empréstimos podem ser feitos e à falta de agências bancárias em todas as cidades, os bancos terceirizam o serviço para financeiras, que contratam correspondentes, chamados de “pastinhas”, que são os responsáveis pelas fraudes. E mesmo quando não cometem um crime, propriamente dito, muitos “pastinhas” levam os aposentados a fazer empréstimo que comprometem sua sobrevivência.

“Nós aconselhamos os aposentados que nos procuram a evitarem o endividamento causado por empréstimos. Mas caso não haja essa possibilidade, orientamos para que sempre procurem instituições de renome e de boa reputação, de preferência bancos, não serviços terceirizados”, explica Edy Wagner Popi, presidente do Sindicato dos Aposentados de São Carlos.

Ele aponta que, hoje, todo o cuidado é pouco para evitar crimes ou transtornos, principalmente os ligados à área financeira, que são os que mais prejudicam os idosos, aposentados e pensionistas. Tanto que o sindicato deve, nos próximos meses, criar uma cooperativa de crédito, que buscará minimizar os problemas envolvendo empréstimos.

“Já foi aprovado, em âmbito nacional, a criação da cooperativa, que tem como objetivo trazer mais segurança e orientar os aposentados quanto aos riscos de se buscar essa forma de crédito. A cooperativa fará uma análise dos riscos e passará orientações básicas de precaução”, afirma Popi.

Edição Jeferson Vieira

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x