Copa do Mundo: Brasil aplica 3 a1 nos EUA


Com atuação de gala, a seleção brasileira masculina de vôlei venceu os Estados Unidos nesta segunda-feira, 21, na segunda partida da Copa do Mundo. A vitória foi por 3 sets a 1 (25/17, 25/18, 16/25 e 25/16) e o jogo, que foi realizado no Kagoshima Arena, na cidade de Kagoshima, teve 1h37 de duração. O meio de rede Lucas marcou 16 pontos e foi eleito o melhor da partida.

Com duas vitórias (sobre Egito e Estados Unidos), o Brasil terá, ainda, a Itália como adversária nesta primeira fase da competição. O confronto será nesta terça-feira, 22), às 4h (horário de Brasília).

Além da boa pontuação e boa performance de Lucas, a seleção brasileira contou com grande atuação do oposto Leandro Vissotto, que marcou 18 pontos e se destacou no saque. Os ponteiros Murilo e Giba ainda marcaram 13 e 11 pontos. O meio de rede Sidão marcou oito vezes e o oposto Theo, três.

Logo após a partida, Lucas comemorou o desempenho individual e, principalmente, a vitória.

“Esse foi um dos melhores jogos que fizemos neste ano. Sacamos e bloqueamos muito bem e isso fez a diferença. Foi um bom jogo e sair como o melhor é gratificante. Acho que consegui bloquear bem e o saque do Vissotto facilitou muito para o nosso jogo. O mais importante foi ter somado mais três pontos”, disse Lucas, se referindo a pontuação conquistada pela equipe que vence por 3 sets a 0 ou3 a1.

Leandro Vissotto também destacou a boa atuação no saque. Responsável por dois pontos neste fundamento, o oposto da seleção brasileira incomodou a linha de passe do time adversário durante quase toda a partida.

“Eu já vinha treinando muito esse fundamento e na Itália já estava tendo um bom aproveitamento. Hoje consegui acertar o tempo da bola e é uma felicidade grande estar ajudando em um fundamento tão importante como o saque. Cada vitória é importante porque este é um campeonato longo e começar bem é fundamental”, afirmou Vissotto, que joga no Cueno, na Itália.

O técnico Bernardinho concorda que o saque foi importante e, também, que o jogo contra os Estados Unidos foi satisfatório.

“Foi uma boa partida. Era um jogo tenso, pela perda do Dante, que sentiu uma contusão na estreia, contra o Egito, e estávamos um pouco restritos em relação a eventuais necessidades de mudanças, mas o time jogou colocando uma pressão forte no saque e, com isso, colocamos os Estados Unidosem dificuldades. Oritmo de jogo ainda nos preocupa, mas o time fez uma boa partida e a tendência é melhorar”, garantiu Bernardinho.

O ponteiro Dante segue em tratamento com fisioterapia devido a lesão na região abdominal e ainda não há previsão de volta. (cbv.com.br)

 

comments icon 0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *