Esporte - Futebol - Copa Mundo

Técnico alfineta chefe da delegação do Brasil na Copa América


A escolha do empresário João Dória Jr. como chefe da delegação brasileira na Copa América – que causou estranhamento e provocou algumas críticas no meio esportivo – foi defendida nesta quinta-feira pelo presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, durante o anúncio da lista de convocados para a competição. Mas o empresário não escapou de uma alfinetada do técnico Dunga.

“A CBF está vivendo um novo momento, e procura abrir de forma geral a entidade e a seleção pra que todos conheçam o que está acontecendo aqui dentro”, declarou Del Nero, repetindo um de seus mantras desde que assumiu a entidade. “Não quero nunca mais ouvir falar em caixa-preta. Trouxemos o João Dória, que é um jornalista, um brasileiro que gosta muito de futebol.”

Já o técnico Dunga, primeiro, demonstrou-se indiferente. Mas, ao ser lembrado que Dória o havia chamado de “teimoso” na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, por não ter convocado Neymar e Paulo Henrique Ganso, o treinador foi irônico. “Minha escolha é técnica, sobre jogadores. Se ele me chamou (de teimoso) ou não, não foi o primeiro nem será o último”, disse, para depois arrematar: “o tempo é o senhor da verdade”.

2 recommended
comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *