Esporte

Fluminense vai trabalhar poder de concentração


O Fluminense foi eliminado nas semifinais da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, na noite da última quarta-feira (12) após derrota de 3 a 2 para o Flamengo. O Tricolor, porém, deixou o Maracanã com a sensação que merecia melhor sorte, pois, após sair perdendo por 3 a 0, buscou dois gols e ainda teve dois tentos anulados. O fato de ter sofrido dois gols logo nos primeiros minutos pesou na visão dos jogadores das Laranjeiras.
Os tricolores, de olho no futuro, sabem que precisam melhorar o poder de concentração.
“Demoramos muito a entrar no jogo contra o Flamengo e o custo disso foi a eliminação. Poderíamos estar na final pois fizemos um volume de jogo muito bom no segundo tempo, marcamos quatro gols, dois foram anulados, mas podemos crescer. O importante é mantermos o nível de concentração. Infelizmente, em jogos desta maneira, não podemos errar como erramos e pagamos por isso”, disse o volante Henrique.
“Nós sabemos que precisamos estar atentos ao longo dos noventa minutos para evitarmos o que aconteceu contra o Flamengo. Infelizmente não podemos mudar o que aconteceu, mas temos que olhar para frente e usar isso como lição”, avisou Gilberto.
Com a eliminação da final do primeiro turno do Campeonato Carioca, o Fluminense passa a focar na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil antes de estrear na Taça Rio, segundo turno do Estadual, prevista para começar em 29 de fevereiro.
Na próxima terça-feira (18), o Tricolor vai encarar o Union La Calera, no Chile, na partida de volta da primeira fase da competição continental. O jogo de ida foi 1 a 1 no Maracanã e os brasileiros precisam do triunfo, já que a igualdade sem gols serve aos chilenos. No torneio continental os tentos como visitante valem pata critério de desempate. No dia 26 de fevereiro, a equipe viaja ao Maranhão para enfrentar o Moto Club, pela Copa do Brasil. O elenco, que ganhou folga nesta quinta-feira, volta a trabalhar nesta sexta-feira (14), quando começa a preparação para o duelo contra os chilenos.

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *