28 de Fevereiro de 2021

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Kitadai leva o ouro

Kitadai leva o ouro

30/10/2011 10h28 - Atualizado há 9 anos Publicado por: Redação
Kitadai leva o ouro
O recorde saiu apenas no duelo de encerramento do programa de judô dos XVI Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011. Mas veio. A vitória de Felipe Kitadai sobre o mexicano Nabor Castillo na final da categoria -60kg, neste sábado, 29, no Ginásio CODE II, deu a sexta medalha de ouro ao país na competição e estabeleceu uma nova marca para o judô brasileiro: o recorde anterior era de cinco ouros, alcançado em Indianápolis 1987 e Santo Domingo 2003. Todas as seis vitórias foram conquistadas nas categorias masculinas – um feito inédito na competição. Entre os homens, apenas Rafael Silva ficou com a prata. O país ainda igualou o recorde total de medalhas em uma edição – 13, assim como havia sido no Rio 2007 – e ficou em primeiro lugar no quadro geral na modalidade. Só faltou um pódio, para garantir medalha nas 14 categorias em disputa.
Estreante em Jogos Pan-americanos, o paulista Felipe Kitadai, 22 anos, cumpriu uma campanha irretocável. Mesmo com a torcida dos donos da casa pelo compatriota Castillo na final, Kitadai manteve o controle. Na primeira vez que tentou o ippon, Castillo conseguiu se desvencilhar e cair lateralmente, o que garantiu ao brasileiro a vantagem de um yuko. Na vez seguinte, a dois minutos do fim, Kitadai, enfim, conseguiu o ippon e o ouro.

“É uma grande conquista. Desde pequeno, via os Jogos Pan-americanos pela TV. Sempre sonhei estar aqui”, lembrou Kitadai. “A medalha representa um reconhecimento ao meu esforço. Todo dia treino para me aperfeiçoar mais e mais”. Para chegar à final, Kitadai aplicou ippons no venezuelano Javier Antonio Guedez, nas quartas, e no norte-americano Aaron Kunihiro, nas semifinais.

O Brasil conseguiu ainda mais duas medalhas no último dia de competições do judô. Na categoria -52kg feminina, Érika Miranda não resistiu à técnica da cubana Yanet Bermoy e foi imobilizada, ficando com a medalha de prata, assim como havia sido no Rio 2007. Na categoria -48kg, Sarah Menezes ficou com o bronze, depois de derrotar a colombiana Luz Adiela Alvarez na disputa pelo terceiro lugar.

Érika não escondeu a decepção. “Entrei na última luta com uma estratégia bem definida, mais arriscada. Quando você se expõe demais, você pode errar. Podia ter vencido, mas infelizmente perdi”, lamentou a judoca brasiliense. Já Sarah admitiu que foi traída pelo nervosismo. “Na verdade, fiquei apavorada em todas as lutas. Tive uma lesão há pouco e não me sentia competitiva, estava insegura. Queria lutar melhor e ganhar o ouro”. (cob.org.br)

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x
()
x