Esporte

Libertadores é ‘consolação’


Apesar da pressão Sanches mantém TiteTerminar o Brasileirão sem título é um fato quer os dirigentes do Corinthians aceita. Ser campeão é exigência no mandato do presidente Andrés Sanchez, contrariado com o troféu que ele viu escapar no ano passado.

Apesar do mau momento vivido pelo clube, o dirigente banca o técnico Tite apesar da pressão de cartolas e de torcedores que querem sua queda.

“Vejo na tabela nossos próximos jogos”, municiou-se o gerente de futebol, Edu Gaspar. “São muitos pontos pela frente, vejo alguns chaves que não podemos perder. Porém, pela minha intuição, em pouco tempo, vamos voltar à liderança do Campeonato Brasileiro”, disse.

Entretanto, quando o Corinthians liderava a competição, Edu se mostrou confiante na busca do penta. “Nosso objetivo maior é ser campeão e eu considero, sem demagogia, a (classificação para a) Libertadores apenas como prêmio de consolação”, afirmou ele.

O próximo jogo pode ser decisivo para as pretensões do time. Terceira colocada, a equipe vai a campo na quarta-feira diante do vice-líder São Paulo, no Morumbi.

Foto: William Volcov/AE{jcomments on}

comments icon0 comentários
bookmark icon

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *